Publicidade

Correio Braziliense

TCU vai investigar adiamento do Enem


postado em 07/10/2009 18:42 / atualizado em 07/10/2009 18:46

O Tribunal de Contas da União abrirá investigação para apurar o adiamento da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e os gastos públicos envolvidos na mudança. O pedido feito pelo ministro José Jorge foi acatado pelo plenário nesta quarta-feira (7/10).

De acordo com José Jorge, o vazamento da prova do Enem além de "desorganizar o estudo de milhões de estudantes, gera grande prejuízo aos cofres públicos". No pedido de abertura de investigação o ministro pede que o TCU verifique se o Ministério da Educação "se cercou das garantias contra eventuais falhas na execução contratual" e levante os valores adicionais que serão gastos após a contratação emergencial do Cespe e da Cesgranrio para assumir o exame. A realização do Enem era de responsabilidade do Consórcio Nacional de Avaliação e Seleção (Connasel), que venceu a licitação no valor de R$ 116 milhões. Desse total, R$ 38 milhões já foram pagos, referentes aos custos de impressão. Após o vazamento das provas, o contrato foi rompido pelo MEC. O exame foi remarcado para os dias 5 e 6 de dezembro. Cerca de 4,1 milhões de estudantes se inscreveram para participar da prova.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade