Brasil

Maníaco de Contagem (MG) vai a júri popular por morte de comerciante

Estado de Minas
postado em 20/05/2010 16:07
Marcos Trigueiro está preso na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem

O maníaco Marcos Antunes Trigueiro, de 31 anos, que confessou o estupro e assassinato de cinco mulheres no ano passado, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG), irá a júri popular pela morte da comerciante de Maria Helena Lopes Aguilar, de 48. A decisão foi tomada pelo juiz Rodrigo Moraes Lamounier Parreiras, em substituição do 2; Tribunal do Júri de Belo Horizonte. A data do julgamento ainda não definida.

No fim de abril, Marcos já havia sido sentenciado ao júri popular pela morte da também comerciante Ana Carolina Menezes Assunção, de 27. Ele é acusado ainda pelas mortes da vendedora Adina Feitor Porto, de 34, da contadora Edna Cordeiro de Oliveira Freitas, de 35, e da estudante Natália Cristina de Almeida Paiva, de 27.

Nessa quarta, em audiência de instrução e julgamento, quatro testemunhas comuns entre defesa e acusação foram ouvidas. Após o depoimento das testemunhas, o acusado foi interrogado. Ao fim do interrogatório, a defesa e a acusação apresentaram as alegações finais orais.

Marcos Trigueiro foi pronunciado pelos crimes de homicídio qualificado, por constranger a mulher à conjunção carnal, mediante violência ou grave ameaça, e também por furto praticado contra a comerciante.

Outros crimes

A lista de barbaridades cometidas pelo maníaco ainda inclui o assassinato de um taxista, em 2004, em Betim, também na Região Metropolitana da capital, e a morte do próprio enteado.

A criança, de apenas três meses, teria sido espancada por Marcos Trigueiro e acabou morrendo por traumas no crânio e no abdôme.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação