Publicidade

Correio Braziliense

Ex-ministro do TST morre aos 88


postado em 18/10/2010 16:00

O ex-ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Mozart Victor Russomano morreu no domingo, aos 88 anos, em Pelotas (RS). Apontado como um dos maiores especialistas em direito trabalhista do país, ele foi nomeado ministro vitalício em 1969, durante o governo militar, mas deixou de integrar o TST em 1984. Russomano presidiu a Corte por dois anos, no começo da década de 70. Professor catedrático da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e ex-professor da Universidade de Brasília (UnB), ele estava internado na Santa Casa de Misericórdia de Pelotas para tratar de uma isquemia, mas não resistiu e morreu de falência múltipla dos órgãos. O ex-ministro era viúvo e deixa três filhos, sete netos e duas bisnetas. O prefeito de Pelotas, cidade natal do jurista, decretou luto oficial de três dias no município.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade