Publicidade

Estado de Minas

Corpo do ambientalista Ibsen Câmara será cremado nesta sexta-feira

Defensor da Mata Atlântica, o almirante morreu aos 90 anos, depois de sofrer uma queda no Rio de Janeiro


postado em 01/08/2014 12:01 / atualizado em 01/08/2014 12:02

O corpo do almirante Ibsen de Gusmão Câmara será cremado nesta sexta-feira (1º) às 14h, no Cemitério do Caju, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro. Ambientalista que se engajou em lutas como o combate à caça de baleias e a defesa da Mata Atlântica, Câmara faleceu na última quarta-feira (30), aos 90 anos, devido a ferimentos de uma queda. Seu corpo será velado no Memorial do Carmo, no Caju.

Ibsen se engajou na década de 1970, no combate a companhias pesqueiras japonesas que caçavam baleias no litoral brasileiro. Segundo a Fundação S.O.S Mata Atlântica, da qual participava como integrante do Conselho Consultivo, ele teve papel fundamental na criação de unidades de conservação marinhas como a Reserva Biológica Atol das Rocas, em 1979, e o Parque Nacional Marinho de Abrolhos, em 1983.

Leia mais notícias em Brasil

Ainda de acordo com a fundação, Câmara elaborou, em 1992, o Plano de Ação para a Mata Atlântica, que teve as primeiras bases para a conservação do bioma. Mais recentemente, deu contribuições para a elaboração da Política Nacional para a Conservação e Uso Sustentável do Bioma Marinho.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade