Publicidade

Estado de Minas

Corpo de aeromoça é encontrado dentro de mala em represa do Cantareira

O principal suspeito de cometer o crime é o marido da vítima. Ele foi achado enforcado na casa do casal


postado em 10/03/2015 15:05 / atualizado em 10/03/2015 15:37

Julio Cesar e Michelli Nogueira(foto: Reprodução/Facebook)
Julio Cesar e Michelli Nogueira (foto: Reprodução/Facebook)

O corpo da aeromoça Michelli Martins Nogueira, 31 anos, foi encontrado dentro de uma mala na represa de Nazaré, no Cantareira, São Paulo. O principal suspeito de cometer o crime é o marido da vítima, Julio Cesar Arrabal, 40 anos. O homem foi achado enforcado com um cinto na casa da família, nessa segunda-feira (9/3).

Leia mais notícias em Brasil


Segundo a Polícia Civil, Michelli foi encontrada por um casal por volta das 18h50. As testemunhas foram ao local pescar e, ao procurar um celular, se depararam com as pernas da vítima, que estavam fora da mala. Ainda de acordo com a polícia, a aeromoça estava com marcas de agressão no rosto, boca e na cabeça.

A polícia foi acionada e constatou que um carro preto passou no local por volta das 10h30. O veículo pertencia ao marido de Michelli. Ainda na segunda, o carro foi localizado em frente à casa do casal, em Sumaré.

Julio Arrabal foi encontrado enforcado com um cinto e estava preso à escada. No quarto do casal, a polícia encontrou uma faca com vestígios de sangue e uma garrafa de vodka com menos da metade do conteúdo. No banheiro, os investigadores encontraram pacotes usados para embalar drogas e uma nota de R$ 2 enrolada em formato de canudo.

Os corpos das vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal. O caso foi registrado na Delegacia de Policia de Nazaré, como homicídio qualificado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade