Publicidade

Correio Braziliense

Motorista embriagado mata 2 mulheres e deixa mais 3 feridos em Tamarineira

De acordo com a equipe policial, o teste de bafômetro identificou que o homem estava sob efeito de álcool, ingerido em uma concentração de 1,03


postado em 27/11/2017 07:44 / atualizado em 27/11/2017 09:36

Veículo que conduzia cinco vítimas capotou e colidiu com um poste e duas mulheres morreram no local(foto: Adaira Sene/DP )
Veículo que conduzia cinco vítimas capotou e colidiu com um poste e duas mulheres morreram no local (foto: Adaira Sene/DP )

Um grave acidente na Zona Norte do Recife causou a morte de duas mulheres e deixou outras quatro pessoas feridas - sendo duas crianças que foram socorrida para o Hospital da Restauração em situação extremamente crítica. A colisão entre os dois carros aconteceu no cruzamento da Avenida Rosa e Silva com a Rua Padre Roma, no bairro da Tamarineira, por volta das 19h deste domingo (26/11). Um dos veículos, um Ford Fusion (de placa NMN - 3336), tinha apenas um homem dirigindo. Ele foi socorrido para a UPA da Caxangá com ferimentos leves. O outro carro, uma Toyota RAV4 (de placa OEZ 4943), tinha cinco ocupantes. Um casal com seus dois filhos e uma outra mulher - que, de acordo com informações, trabalhava como babá para a família.  
As duas mulheres ainda foram levadas para o HR, mas chegaram sem vida. Maria Emília Guimarães, 39 anos e funcionária do Tribunal de Justiça, teve sua morte confirmada. Seu marido, o advogado Miguel Filho Motta Silveira, está sendo operado neste momento no Hospital Santa Joanna. Ele quebrou várias costelas, mas não corre risco de morte. Um dos filhos do casal, o menino Miguel Neto, de 4 anos de idade, está sendo submetido a uma cirurgia de emergência no Santa Joanna. O estado é gravíssimo. A outra criança, Marcela Guimarães Motta Silveira, de 5 anos, foi levada para o Hospital da Restauração com traumatismo craniano. Os médicos conseguiram equilibrar seus sinais vitais e, no momento, ela foi submetida a uma cirurgia.

A babá Roseana Maria de Brito Souza, de 23 anos, grávida, foi a segunda vítima fatal da tragédia. Ela ainda chegou a ser socorrida pelo Samu, justamente para tentarem salvar a vida do bebê. 

De acordo com testemunhas, o Ford Fusion estava em alta velocidade no momento da colisão - quando cruzava a Avenida Rosa e Silva. O choque entre os veículos resultou ao capotamento da Toyota RAV4, que bateu com o poste na esquina e atingiu parte da mureta de um prédio. O carro estava sendo dirigido por João Victor Ribeiro de Oliveira, 26 anos. Ele sofreu apenas ferimentos leves e foi levado à Central de Flagrantes. No local, foi confirmado o nível de alcoolismo de  1,03.

Durante o levantamento de documentos, foi identificado ainda que ele possuia mais de dez multas referentes ao avanço de sinal e dirigir em alta velocidade.

João Victor deverá responder pelo crime, além de pagar uma multa de no mínimo R$ 2.934,70, além de ter a carteira suspensa e o veículo retido. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade