Publicidade

Correio Braziliense

Setor de serviços patina e registra queda de 0,8% em outubro

A trajetória na base nesse período acumulado em um ano mostra uma desaceleração da recessão, mas em um ritmo ainda lento e gradual


postado em 15/12/2017 11:10 / atualizado em 15/12/2017 11:53

O setor de serviços será, de fato, o último a sair da crise. Em outubro, o volume de serviços recuou 0,8% em relação a setembro. Foi a quarta queda consecutiva na margem, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (15/12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)
 
Em todas as bases comparativas, o setor de serviços recuou em outubro. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, caiu 0,3%. No acumulado do ano, a queda é de 3,4%. E no acumulado em 12 meses, a retração é de 3,7%. A trajetória na base nesse período acumulado em um ano mostra uma desaceleração da recessão, mas em um ritmo ainda lento e gradual.
 
 
A queda na margem foi puxada, sobretudo, pelos segmentos de serviços profissionais, administrativos e complementares, que caiu 1,3% em relação a setembro, e pelo de serviços de transportes e serviços auxiliares dos transportes e correio, que registrou queda de 1% na mesma base comparativa. Os serviços prestados às famílias também tombou, em um recuo de 2,3%.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade