[an error occurred while processing this directive] Cadela tem faca encravada nas costas e causa comoção em Minas Gerais - Brasil
Publicidade

Correio Braziliense

Cadela tem faca encravada nas costas e causa comoção em Minas Gerais

Suspeito do crime negou agressão, mas policiais militares registraram boletim de ocorrência com base em informações de testemunhas e ele foi multado em mais de R$ 19 mil


postado em 28/12/2017 07:57

Faca ficou cravada nas costas da cadela(foto: Reprodução/Facebook)
Faca ficou cravada nas costas da cadela (foto: Reprodução/Facebook)

Uma cadela com uma faca cravada nas costas, uma cena de crueldade, chamou a atenção de moradores Conselheiro Lafaiete, na Região Central, a 96 quilômetros de Belo Horizonte (MG). A cena de crueldade foi vista na tarde dessa quarta-feira (27/12), na Avenida Prefeito Telésforo Cândido de Resende, área central da cidade.
 

De acordo com a Polícia Militar, o suposto autor, dono de uma pastelaria, foi multado em mais de R$ 19 mil por crime de maus-tratos. Apesar de negar a agressão, o comerciante, H.M.Z., de 45 anos, de origem oriental, foi relacionado em boletim de ocorrência da PM, com base em informações de testemunhas.

Um morador de rua, apontado como dono da cadela, disse que o animal entrou na pastelaria do suspeito sem qualquer ferimento e depois saiu com a faca cravada nas costas.O BO da PM foi encaminhado ao plantão da Polícia Civil, com cópia para o Ministério Público (Promotoria de Meio Ambiente) e Justiça. 

Por ser crime de menor potencial ofensivo, foi confeccionado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Em fevereiro próximo, o suspeito deverá comparecer em audiência no Juizado Criminal Especial.

A cadela foi levada para o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Conselheiro Lafaiete, onde recebeu os cuidados veterinários. Em estado estável, o animal se recupera da agressão e deve ser encaminhado nos próximos dias a um lar temporário.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade