Publicidade

Correio Braziliense

Fotografia de menino no réveillon de Copacabana viraliza nas redes sociais

Garoto assistia a queima de fogos em Copacabana no momento em que foi clicado pelo profissional


postado em 03/01/2018 09:08

Fotografia de Lucas Landau já tem mais de 6 mil compartilhamentos no Facebook(foto: Lucas Landau/Reprodução )
Fotografia de Lucas Landau já tem mais de 6 mil compartilhamentos no Facebook (foto: Lucas Landau/Reprodução )

Uma fotografia de uma criança feita pelo fotógrafo Lucas Landau, que realizou a cobertura do réveillon de Copacabana pela agência de notícias Reuters, ganhou uma enorme repercussão nas redes sociais. O garoto acompanhava  a queima de fogos no mar do Rio de Janeiro, no momento em que foi clicado pelo profissional. 

Em seu post, Landau afirmou que devido à repercussão, decidiu explicar o que se passou. Ele relatou que perguntou a idade da criança - que tem 9 anos - e depois o nome, mas o barulho dos fogos e da multidão não permitiu que o profissional escutasse. Ele diz ainda, no post, que o menino acabou ficando distante das pessoas, visto que estava dentro do mar gelado. O fotógrafo não sabia informar se ele estava sozinho ou com a família.

Nos comentários, muitos internautas elogiaram a fotografia. "A foto é carregada de subjetividade e isso é maravilhoso pq permite inúmeras interpretações, eu pelo menos postei no meu Instagram e já tem mais de mil curtidas", afirmou Teodoro Junior.

Porém, nem todos os comentários foram positivos. Outras pessoas, como Rodrigo Oliveira, decidiram olhar a imagem por outro âmbito. "Só queria que juntasse esse monte de gente pra reivindicar para o bem de todos... estão todos reunidos apenas pra encher seus egos! Se esquecem de olhar para o lado, Copacabana!", afirmou.

Até a publicação desta matéria, a postagem já apresentava mais de 24 mil reações e 6.732 compartilhamentos. As informações são do jornal O Globo.
 
Confira o relato:
 
 
 
 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade