Publicidade

Correio Braziliense

Homem é preso após invadir banco e furtar grampeador, teclado e mouse

Segundo a polícia, o homem chegou no local a pé e entrou na agência pelo compartimento de materiais e objetos metálicos


postado em 08/01/2018 10:32 / atualizado em 08/01/2018 13:41

Câmeras flagram momento em que ele entra pelo compartimento de materiais e objetos metálicos localizado na porta detectora(foto: PFPE/Divulgação )
Câmeras flagram momento em que ele entra pelo compartimento de materiais e objetos metálicos localizado na porta detectora (foto: PFPE/Divulgação )

A Polícia Federal em Pernambuco divulgou imagens das câmeras do circuito interno que flagrou o homem invadindo a Caixa Econômica do bairro de Cavaleiros, na última sexta-feira, em Jaboatão dos Guararapes. O suspeito, identificado como Fernando Souza dos Santos, foi preso por policiais militares da Rádio Patrulha durante tentativa de fuga.

 

Leia as últimas notícias de Brasil 

 

Segundo a polícia, o homem chegou ao local a pé e entrou na agência pelo compartimento de materiais e objetos metálicos, localizado ao lado da porta detectora. Com ele foram encontrados dois cartões magnéticos, um caderno, um teclado e mouse de computador e um grampeador. 

 

A ação durou cerca de dezessete minutos. O suspeito revirou as gavetas e papéis da agência. Ao tentar fugir, ele foi capturado pelos policiais da Rádio Patrulha. Fernando Souza possui antecedentes criminais e já foi preso por porte ilegal de arma de fogo em 2016. O homem foi preso em flagrante, autuado por crime de ameaça e furto qualificado e encaminhado para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel). 

 

De acordo com a polícia, o homem nega ter arrombado e furtado o banco. No depoimento, ele afirmou que estava na companhia de mais três bandidos, que um deles estava de posse de uma metralhadora e que, se estivesse armado, teria atirado contra os militares porque não tinha nada a perder.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade