Publicidade

Correio Braziliense

Promotor e servidora do MP são encontrados mortos em apartamento no Rio

Segundo o MP, uma arma de fogo foi encontrada no apartamento e não havia indícios de invasão ou assalto


postado em 16/01/2018 12:31 / atualizado em 16/01/2018 15:53

O promotor de Justiça Marcus Vinícius da Costa Moraes Leite e a servidora do Ministério Público do Rio de Janeiro Luciana Alves de Melo foram encontrados mortos nesta terça-feira (16/1) em um apartamento na Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade do Rio. De acordo com o Ministério Público, havia marca de tiro nos corpos.
 
A Delegacia de Homicídios da Capital confirmou que era do promotor Marcus Vinícius de Moraes a pistola automática encontrada ao lado do corpo dele, no Rio. Os corpos de Moraes e da companheira dele, Luciana Alves de Melo, foram encontrados nesta terça-feira no apartamento do casal, na Barra da Tijuca, com marcas de tiro.

Ao chegar na terça-feira cedo para trabalhar, a emprega do casal encontrou os corpos das vítimas caídos na sala. Moradores contaram à polícia que ouviram barulhos de tiro no condomínio no último domingo (14/1).

Segundo informações da polícia especializada, a porta do apartamento estava trancada, e os agentes não encontraram sinais de arrombamento.

A polícia técnica investiga várias hipóteses para o crime, embora as características encontradas no local apontem para homicídio, seguido de suicídio. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade