Publicidade

Correio Braziliense

Justiça condena homem acusado de estuprar três alunas da UFRRJ

Os crimes ocorreram entre outubro de 2016 e maio de 2017


postado em 17/01/2018 18:05


Grupo de mulheres protestando pelo fim da violência contra a mulher.(foto: Marcelo D. Sants/Framephoto)
Grupo de mulheres protestando pelo fim da violência contra a mulher. (foto: Marcelo D. Sants/Framephoto)
 
O juiz Guilherme Grandmasson Chaves, da 2ª Vara de Seropédica, condenou a 24 anos e 6 meses de reclusão, em regime fechado, Alexandre de Oliveira Santa’Anna, acusado de estuprar três alunas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Ele também recebeu a pena de nove meses de detenção pelo crime de lesão corporal em uma quarta vítima, que não chegou a ser estuprada. Os crimes ocorreram entre outubro de 2016 e maio de 2017.
 

O acusado usava um carro HB20 preto e abordava as vítimas com um facão, obrigando-as a manter relações sexuais com ele e a cobrirem seus rostos com um casaco seu. Uma das vítimas conseguiu evitar o estupro, depois de ser atirada pelo agressor para fora do carro, porque gritou muito. Todas as vítimas reconheceram o acusado em juízo, assim como seu veículo, o casaco e a faca utilizados nos crimes.

Para o juiz, embora Alexandre tenha negado a prática dos crimes, sua autoria ficou comprovada.  “Cabe ressaltar que, nos delitos contra a dignidade sexual, a palavra da vítima assume extrema importância, ainda mais quando confirmada pelas demais provas dos autos, sendo suficiente para a decretação do decreto condenatório, especialmente quando ratificados pelos demais elementos nos autos”, escreveu na decisão.

Em 2016, as alunas da UFRRJ criaram o movimento Me Avisa Quando Chegar para protestar contra o assédio e a violência e cobrar medidas de segurança.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade