Publicidade

Correio Braziliense

Bebê de grávida baleada no Rio de Janeiro já respira sem ajuda de aparelhos

O estado de saúde do pequeno Antonio Esdras, no entanto, ainda é grave e ele segue internado na UTI Neonatal


postado em 23/01/2018 17:30 / atualizado em 23/01/2018 18:44

(foto: Reprodução/Facebook)
(foto: Reprodução/Facebook)

 
O bebê cuja mãe foi baleada na cabeça enquanto estava grávida já consegue respirar sem a ajuda de aparelhos. A informação foi divulgada nesta terça-feira (23/1) pelo Hospital das Clínicas Mário Lioni, em Duque de Caxias (RJ), onde mãe e filho seguem internados. Apesar da melhora, o estado de saúde do pequeno Antonio Esdras ainda é grave, e ele segue internado na UTI Neonatal da unidade de saúde.
 
 
De acordo com o boletim médico divulgado pelo hospital, Michelle Ramos, a mãe de Antonio, "continua evoluindo de forma positiva e segue com acompanhamento multidisciplinar para reabilitação".

Michelle foi internada no último dia 13, após ser atingida por um disparo na cabeça durante uma tentativa de assalto em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Assim que chegou ao hospital, ela foi submetida a uma cirurgia para descompressão craniana. As equipes médicas de pediatria e obstetrícia avaliaram a paciente e optaram por realizar a cesariana no mesmo momento da cirurgia neurológica. O bebê foi transferido de ambulância com UTI móvel para a maternidade.

Um dia depois do crime, o marido de Michelle, Wallace Araújo, explicou que estava levando a mulher para o trabalho em um cartório, como fazia todos os dias. Eram mais ou menos 8h quando um carro que ia à frente deles diminuiu a velocidade. Quando Wallace foi tentar ultrapassar, teve o veículo fechado por outro carro e os ocupantes já desceram atirando. "O primeiro já saiu atirando. Minha mulher gritou 'Wallace!'. O segundo homem saiu pela porta traseira e gritou 'você matou ela'. Depois apareceu outro com um fuzil. O que atirou nela estava com uma pistola. Aí falaram 'entra no carro, entra no carro, vamos fugir'. Só vi que era um Cruze vinho metálico hatch", descreveu.
 
No último domingo (21/1), o pai de Antonio publicou nas redes sociais um vídeo em que aparece ao lado da mulher agradecendo a Deus pela vida dela. "Estamos aqui hoje, o que há uma semana nós achamos que seria impossível. Mas Deus, com sua infinita misericórdia nos guardou e nos livrou de todo o mal", disse, emocionado.
 
 
 
Com informações da Agência Brasil

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade