Publicidade

Correio Braziliense

Após duas mortes de 2016, parte da ciclovia Tim maia volta a desabar no Rio

A causa do primeiro desabamento foi o choque de ondas contra a estrutura da passarela. Outras falhas haviam sido detectadas anteriormente na ciclovia


postado em 15/02/2018 10:04

(foto: Reprodução/TV Globo)
(foto: Reprodução/TV Globo)

 
Um novo trecho da ciclovia Tim Maia, entre São Conrado e Barra da Tijuca, na zona sul do Rio afundou perto da saída do Túnel do Joá em consequência das fortes chuvas que atingiram a capital entre a noite desta quarta-feira, 14, e madrugada desta quinta, 15. 

É a segunda vez que a estrutura sofre com esse tipo de problema. No dia 21 de abril de 2016, duas pessoas morreram na via que liga os bairros do Leblon e São Conrado. A ciclovia havia sido inaugurada pela prefeitura do Rio apenas três meses antes. A causa do primeiro desabamento foi o choque de ondas contra a estrutura da passarela.

Outras falhas haviam sido detectadas anteriormente na ciclovia. Passados seis dias da inauguração, em 17 de janeiro de 2016, foram detectadas falhas no guarda-corpo de estrutura metálica da via. Também houve queixas de assaltos.


No desabamento ocorrido em 2016, as ondas chegavam a 4 metros de altura e batiam no costão da Avenida Niemeyer. Uma corrente de água, vinda de baixo para cima, levantou o leito da passarela e derrubou um trecho de 50 metros, por onde passavam ciclistas e pedestres, causando as mortes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade