Publicidade

Correio Braziliense

Homem atropela e mata bebê de namorada ao manobrar carro na garagem de casa

O acidente aconteceu em Iporá, região central de Goiás. O rapaz será indicado por homicídio culposo


postado em 08/03/2018 20:35 / atualizado em 08/03/2018 20:38

Homem dá ré em carro e mata bebê da namorada atropelado, em Iporá(foto: Polícia Civil/Reprodução)
Homem dá ré em carro e mata bebê da namorada atropelado, em Iporá (foto: Polícia Civil/Reprodução)

 
Um bebê de 1 ano e 5 meses foi atropelado e morto na manhã desta quinta-feira (8/3), em Iporá, cidade goiana localizada a 226km da capital, Goiânia. O motorista é namorado da mãe do bebê, e acabou causando a tragédia no momento em que dava ré no veículo. A Polícia Civil do município investiga as circunstâncias da ocorrência, mas acredita-se que a criança engatinhava próximo ao veículo quando foi atingida. 

O delegado responsável pelo caso contou que a mãe, de 18 anos, e o bebê passaram a noite na casa do rapaz. No dia seguinte, no momento em que a mulher ia embora, o namorado da jovem manobrou o veículo na intenção de liberar a passagem para que ela saísse com o carro dela. Neste momento aconteceu o acidente. 
 
"Tinha dois carros: o dela na frente e o dele atrás. Ele ia tirar o dele pra ela poder sair. Ele abriu o portão, o som já ligou e ele deu ré. Ele não viu o menino. A mãe já veio de lá gritando e foi a hora que ele viu, pela reação da mãe", disse o delegado Ramon Queiroz ao site G1.
 
Em depoimento, o homem teria contado aos policiais que ele e a namorada teriam usado maconha na noite anterior, mas se recusou a fazer exame toxicológico. Na casa do suspeito foi encontrada uma quantidade pequena da droga. "Não conseguimos ouvir a mãe. Ela estava muito abalada e não conseguia falar, não conseguia dizer nem o nome dela. Ela vai fazer o exame para detectar possível presença de drogas", explicou Ramon, ainda ao portal de notícias. O delegado afirmou tratar-se de um acidente. Até a publicação desta reportagem, ainda não havia sido possível confirmar se o uso de drogas possa teria influenciado na tragédia. 
 
O motorista será indiciado por homicídio culposo – quando não há intenção de matar – e autuado por posse de droga.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade