Publicidade

Correio Braziliense

Bombeiro com sinais de embriaguez atropela patinador na Savassi

O acidente aconteceu na Avenida do Contorno. A vítima foi socorrida com ferimentos leves. O condutor fugiu do local da ocorrência com o pretexto de que seria agredido. Ele acabou detido e recusou fazer o teste do bafômetro


postado em 30/03/2018 16:39

Condutor fugiu do local do acidente e foi encontrado na Avenida Getúlio Vargas(foto: Reprodução / Google Street View)
Condutor fugiu do local do acidente e foi encontrado na Avenida Getúlio Vargas (foto: Reprodução / Google Street View)

 
Um militar do Corpo de Bombeiros foi detido depois de atropelar um patinador na madrugada desta sexta-feira na Savassi, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. O acidente aconteceu na Avenida do Contorno. A vítima foi socorrida com ferimentos leves. O condutor fugiu do local da ocorrência com o pretexto de que seria agredido. Os policiais conseguiram encontrá-lo e notaram sinais de embriaguez. O teste do bafômetro foi recusado pelo motorista.  O Corpo de Bombeiros afirmou que está apurando o caso e vai tomar as medidas administrativas internas cabíveis. 

O acidente aconteceu por volta das 1h15 no cruzamento da Avenida do Contorno com Rua Professor Moraes. Uma viatura da Polícia Militar (PM) passou pelo local e foi abordado por testemunhas do acidente. Elas informaram que o condutor tinha fugido em direção a Avenida Getúlio Vargas em um Honda Fit. O homem, que não teve o nome divulgado, acabou detido na via durante patrulhamento. 

Testemunhas contaram que estavam no cruzamento entre as duas vias, quando o Honda Fit avançou o sinal de trânsito e acabou atingindo a vítima. O patinador ainda foi arremessado contra um outro carro. O jovem foi socorrido e encaminhado para um hospital no Bairro Santa Efigênia, na Região Centro-Sul, com escoriações em uma das mãos. Ele foi medicado e liberado.

Ao ser abordado, o militar do Corpo de Bombeiros informou que ao transitar pela Avenida do Contorno não viu o patinador. Disse que deixou o local depois de ver vários patinadores e temendo ser agredido. Segundo a PM, o homem afirmou que iria tomar providências posteriormente. 

No boletim de ocorrência consta que os policiais identificaram alguns sintomas de embriaguez no motorista, como hálito etílico e olhos avermelhados. Ao ser questionado, segundo a PM, o bombeiro afirmou que bebeu uma cerveja por volta das 10h. Ele foi convidado a realizar o teste do bafômetro, mas se recusou. Por causa disso, teve a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida e foi autuado. O veículo foi removido para um pátio credenciado. 

Por meio de nota, o Corpo de Bombeiros contou a versão do militar. “Segundo relato do militar, no momento do acidente, um grupo de pessoas que estava nas imediações se aglomerou em torno do veículo e começaram a agredir verbalmente o condutor, afirmando que este estaria sob o efeito de bebida alcoólica. O condutor, temendo pelo risco de agressão física e destruição do seu patrimônio, abandonou o local rumo à delegacia de polícia”, disse. 

Ainda no documento, o Corpo de Bombeiros afirmou que vai apurar o fato e adotará as medidas administrativas internas cabíveis ao caso. A Polícia Civil também investiga o caso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade