Publicidade

Correio Braziliense

Brasil e Cazaquistão iniciam cooperação para divulgar suas culturas

%u201CO Brasil é um país chave para o Cazaquistão," afirmou o embaixador daquele país


postado em 31/03/2018 12:36

(foto: Agência Brasil/Reprodução )
(foto: Agência Brasil/Reprodução )

 

Brasil e o Cazaquistão assinaram memorando de cooperação para intercambiar notícias, fotos, vídeoclips e materiais analíticos elaborados pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC), por meio da Agência Brasil e pela Agência Kazinform, no idioma inglês, envolvendo eventos de interesse de ambos os países em esfera nacional e internacional.

O memorando foi assinado na quinta-feira (29) pelo presidente da EBC, Laerte Rímoli, e pelo embaixador do Cazaquistão, Kairat Sarzhanov, que representou a Kazinform, na sede da EBC, em Brasília.

“Essa aproximação com culturas diferentes nos enriquece muito. Tanto para o Cazaquistão como para o Brasil essa relação só pode fazer bem”, disse Laerte Rímoli, ao assinar o documento.

Ele destacou a Agência Brasil como elemento importante desses esforços e citou também a TV Brasil como referência cultural, mostrando a cultura de países parceiros e amigos do Brasil..

Laete Rímoli observou que o Cazaquistão é “parceiro e amigo” do Brasil. “Culturas tão diferentes acabam provocando um interesse imenso nos dois ambientes”, acrescentou.

“O Brasil é um país chave para o Cazaquistão, e por isso merece a máxima prioridade para o nosso país. Portanto, colocamos o Brasil na nossa lista de países que merecem prioridade máxima na agenda de projetos de modernização global”, afirmou Kairat Sarzhanov.

O embaixador do Cazaquistão disse que a assinatura do memorando é uma forma de a cultura de seu país ser conhecida pelos brasileiros. “Estamos muitos felizes por iniciar essa cooperação com a EBC e, apesar da distância geográfica, há um potencial imenso de desenvolvimento das relações entre os dois países”.

Kairat Sarzhanov lembrou que o seu país tem o projeto de trocar, até o ano de 2015, o alfabeto do idioma do Cazaquistão, do cirílico pelo latino.

“A nossa finalidade, ao trocar o alfabeto cirílico pelo latino, é possibilitar a integração com o mundo, facilitando inclusive a vinda de investimento. Como pretendemos também trazer a literatura do Cazaquistão para todos países, inclusive para os brasileiros, o memorando de cooperação integra os esforços visando promover o conhecimento sobre o nosso país no Brasil.”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade