Publicidade

Correio Braziliense

Ataque a caixas eletrônicos provoca terror e suspende aulas em Passos, MG

Pelo menos dois bancos teriam sido atacados durante a madrugada. Vídeos mostram tiros e explosões


postado em 11/04/2018 09:36 / atualizado em 11/04/2018 09:55

Agência ficou destruída após ação dos criminosos(foto: Reprodução/WhatsApp)
Agência ficou destruída após ação dos criminosos (foto: Reprodução/WhatsApp)
 
Mais uma cidade mineira viveu o terror provocado por quadrilhas especializadas em ataques a bancos. Criminosos fortemente armados explodiram caixas eletrônicos na madrugada desta quarta-feira em Passos, na Região Sul de Minas Gerais. Moradores gravaram vídeos onde são possíveis ouvir diversos disparos e explosões. De acordo com uma fonte da TV Alterosa Sul de Minas, os ladrões usaram drones para monitorar a movimentação de policiais. Houve troca de tiros com as forças de segurança e as buscas continuam. 

A ação dos criminosos aconteceu na madrugada por volta da 1h30 na Avenida Arouca, centro da cidade. Ao menos quatro veículos foram usados pelo bando composto por cerca de 20 homens. O grupo explodiu os caixas dos bancos da Caixa Econômica Federal (CEF) e Banco do Brasil. Nenhum militar ficou ferido no tiroteio com os assaltantes. A polícia ainda acredita que pelo menos um bandido foi atingido e teria sido socorrido pelos comparsas. 
 
Fotos mostram trânsito lento na entrada de Passos, onde bandidos incendiaram ônibus(foto: Redes sociais/Reprodução )
Fotos mostram trânsito lento na entrada de Passos, onde bandidos incendiaram ônibus (foto: Redes sociais/Reprodução )
 

Um ônibus que fazia a linha Passos a Furnas e Itaú de Minas foi incendiado pelos criminosos na região da MG-050, saída da cidade. De acordo com as primeiras informações da PM, ninguém ficou ferido. Motoristas relatam que a entrada de Passos está com trânsito congestionado nessa manhã por conta do ônibus queimado e das pistas interditadas pelos bandidos na MG-050. O veículo danificado deve ser retirado ainda nessa manhã. 

Um carro usado no crime foi abandonado. Dentro dele foram encontradas várias munições. Segundo a Polícia Militar (PM), alguns explosivos colocados nos bancos não explodiram. O Grupo de Operações Especiais da PM foi chamado para desativar os artefatos. Um grande aparato policial está em prontidão na cidade nas buscas pelos criminosos. A procura acontece em cidades da região. A PM também conta com a ajuda da população. Se alguém tiver informações que possam levar até a quadrilha deve acionar o 190. 
 
 

Os bandidos também atiraram contra transformadores de energia, deixando 46 clientes sem energia elétrica, conforme a Cemig.  A maioria dos imóveis afetados são do comércio. Técnicos vão providenciar a troca dos equipamentos. 

Com a ação, aulas em escolas estaduais e municipais foram suspensas. A unidade da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) também cancelou as aulas do turno da manhã nesta quarta-feira, segundo comunicado assinado pelo diretor acadêmico da instituição na cidade, Itamar Teodoro de Fária. “Tendo em vista os eventos desta madrugada, o clima de insegurança instalado e considerando a responsabilidade sobre a segurança dos nossos alunos e servidores, estão suspensas as atividades da unidade no período da manhã”, diz a nota publicada no Facebook da UEMG de Passos. As atividades serão retomadas à tarde, exceto se houver orientações em contrário.  

Ataques seguidos 

Desde a sexta-feira, oito agências bancárias foram alvos de criminosos em cidades mineiras. No último domingo, criminosos fortemente armados chegaram em Virgem da Lapa, na Região do Jequitinhonha, em uma caminhonete. Para intimidar a população, atiraram várias vezes para o alto. A ousadia foi tamanha que eles atacaram uma agência na Região Central do município, onde acontecia um show ao vivo. A quantia levada não foi informada. 
 
 

No sábado, uma agência do Banco do Brasil foi explodida em em Piumhi, no Centro-Oeste de Minas. De acordo com a PM, os criminosos usaram de extrema violência na ocorrência. Eles fizeram várias pessoas reféns para serem usadas de escudo humano na porta do imóvel, com o objetivo de evitar uma ação da Polícia Militar que pudesse colocar em risco o roubo dos bandidos. Durante as buscas, os policiais encontraram sacolas de dinheiro e conseguiram descobrir o endereço do sítio usado pela quadrilha, situado às margens da MG-050, entre o trevo de São Sebastião do Oeste e o pedágio. No local foram localizadas várias armas, entre fuzis 556 e 762, pistolas e submetralhadoras. A PM também localizou 11 coletes, 14 rádios transmissores, máscaras anti-gás, a caminhonete Hilux branca e muitos explosivos, além de outros materiais. Ao menos quatro homens foram presos. 

Na sexta-feira, uma série de ataques aconteceu nas regiões Sul e Centro-Oeste de Minas. Criminosos explodiram quatro agências bancárias. A Polícia Militar desconfia que o mesmo grupo pode estar ligado a três dos assaltos, pois a distância próxima entre Areado, Cabo Verde e Jacuí (todas no Sul de Minas), o horário espaçado entre as três ocorrências, a presença de duas caminhonetes nesses três casos e a proximidade com o estado de São Paulo reforçam a possibilidade de conexão. Além disso, a PM também registrou um ataque em Pains, na Região Centro-Oeste do estado. 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade