Publicidade

Correio Braziliense

PF investiga fraude e propina na aquisição de produtos hospitalares no Rio

Agentes fazem buscas no Rio de Janeiro contra crimes de corrupção, fraude à licitação, organização criminosa e lavagem de dinheiro


postado em 15/05/2018 09:09

(foto: Agência Brasil)
(foto: Agência Brasil)
Médicos do Rio de Janeiro são investigados pela Polícia Federal (PF) por suspeitas de integrarem um suposto esquema de cobrança de vantagens indevidas e fraude em procedimentos licitatórios para aquisição de produtos hospitalares. De acordo com a PF, a unidade médica investigada pertence a uma organização militar.

A Operação Asclépio, nome em referência ao deus da medicina e da cura na mitologia romana, cumpre 8 mandados de busca e apreensão expedidos pela 5ª Vara Federal Criminal (RJ). Todas as ações são realizadas na capital carioca e contam com apoio do Ministério Público Federal (MPF) e da Marinha do Brasil.

As investigações apontaram que médicos teriam cobrado propina para aquisição de materiais cirúrgicos de firmas específicas. "Influenciaram na elaboração de editais visando direcionar licitações para empresas previamente contatadas e integrantes do esquema criminoso", afirmou a PF em nota. 

Segundo a investigação, que apura crimes de corrupção, fraude à licitação, organização criminosa e lavagem de dinheiro, também foi identificada a cobrança de uma porcentagem sobre o valor de faturas emitidas em favor de estabelecimentos médicos como contrapartida para liberação do pagamento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade