Publicidade

Correio Braziliense

Sobe para seis o número de mortos em naufrágio no Rio de Janeiro

As embarcações teriam afundado por conta da chuva e de ventos fortes, perto do Porto de Sepetiba.


postado em 08/06/2018 16:12 / atualizado em 08/06/2018 16:13

Bombeiros resgataram mais dois corpos na tarde desta sexta-feira, 8, vítimas do naufrágio de duas embarcações na Baía de Sepetiba, em Itaguaí. Com isso, sobe para seis o número de mortos do naufrágio, ocorrido por volta das 0h20 desta sexta-feira. Os dois barcos de pesca levavam 21 pessoas, entre pescadores amadores e barqueiros. As embarcações teriam afundado por conta da chuva e de ventos fortes, perto do Porto de Sepetiba.

De acordo com a Marinha, uma embarcação já foi localizada debaixo d'água e bombeiros trabalham para saber se ainda há vítimas presas no barco. "Nossa preocupação maior agora é em busca de vidas. Quanto mais rápido agirmos, maiores são as nossas chances. Se os pescadores estiverem com coletes salva vidas, as chances também aumentam", disse o capitão de mar e guerra da Marinha, Sérgio Salgueirinho.

De acordo com Salgueirinho, a Marinha enviou um comunicado para a comunidade marítima, incluindo associações de pescadores alertando para o mau tempo.

As vítimas foram conduzidas para o Hospital Municipal Pedro II e para a UPA de Santa Cruz, na zona oeste do Rio, informou o Corpo de Bombeiros. Muitas sofriam de hipotermia.

Rosemeri Amaral, cunhada de um dos desaparecidos, Neilton Andrade, de 57 anos, disse que ele costumava pescar com os amigos por hobby. Segundo ela, um dos sobreviventes contou que uma forte ventania e uma chuva de granizo atingiram a embarcação, que acabou afundando. "Não estávamos preocupados porque eles costumavam fazer isso há muitos anos e sempre com o mesmo barco", contou. "Essa espera é angustiante."

Neílton é açougueiro e tem quatro filhos, um deles está no porto da Ilha da Madeira, em busca de informações sobre o pai. No barco em que Neilton estava havia 12 amigos a maioria de Comendador Soares.

A operação de buscas pelos desaparecidos segue, "com apoio de guarda-vidas, embarcações, mergulhadores e sobrevoos de aeronave", diz uma nota divulgada pela assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros. Neste momento, os bombeiros fazem o reconhecimento das vítimas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade