Publicidade

Correio Braziliense

Golfinho é encontrado morto com lacre plástico no litoral de São Paulo

O animal apresentava sinais de subnutrição e tinha resíduos plásticos no sistema digestório


postado em 06/12/2018 16:32 / atualizado em 06/12/2018 16:58

(foto: Reprodução/Instituto Biopesca)
(foto: Reprodução/Instituto Biopesca)
  
Um golfinho de menor porte foi encontrado com um lacre na cavidade oral que o impedia de se alimentar, próximo à orla de Praia Grande, cidade no litoral de São Paulo. Segundo a equipe que o resgatou, o animal da espécie toninha (Pontoporia blainvillei) já estava morto, tinha plásticos no sistema digestório e apresentava sinais de subnutrição.

O macho adulto foi encontrado por um pescador que encontrou a toninha, já sem vida, presa acidentalmente na rede que ele lançou ao mar. Depois do resgate, o golfinho foi entregue à equipe do Instituto Biopesca, responsável pelo monitoramento costeiro da região.  

Rodrigo Valle, veterinário responsável do Biopesca, afirmou que o animal estava visivelmente magro, o que indica que ele não conseguia se alimentar devido ao lacre em forma de argola preso ao rostro — estrutura semelhante a de um bico.

De acordo com o exame necroscópico, foi constatado que não havia qualquer alimento, além de pedaços de plástico no sistema digestório do golfinho. Em entrevista ao portal G1, Valle afirmou que essa espécie corre risco de extinção.

Um estudo, coordenado pela Associação Internacional de Resíduos Sólidos (Iswa), divulgado neste ano estimou que pelo menos 25 milhões de toneladas de resíduos são despejadas por ano nos oceanos. E a maior parte disso — 80% — tem origem nas cidades, em razão de uma má gestão dos resíduos sólidos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade