Publicidade

Correio Braziliense

Com sensação térmica de 45 °C, zoo do Rio refresca animais com picolé

Ar-condicionado e aspersores de água também estão sendo utilizados para amenizar o calor


postado em 09/01/2019 16:53 / atualizado em 09/01/2019 19:30

Os picolés são feitos com frutas que já fazem parte da dieta normal dos animais(foto: Divulgação/RioZoo)
Os picolés são feitos com frutas que já fazem parte da dieta normal dos animais (foto: Divulgação/RioZoo)

Para suportar uma sensação térmica que nesta quarta-feira (9/1) ultrapassou os 45 °C, até os animais do zoológico do Rio estão recebendo um tratamento especial. Ar-condicionado, aspersores de água, pedras de gelo e até mesmo picolés foram algumas das medidas adotadas pela equipe de biologia do RioZoo para amenizar o calor.

Nas áreas privadas dos animais, onde eles costumam dormir e descansar longe dos olhares dos visitantes, foram instalados aparelhos de ar-condicionado ou aspersores de água. As piscinas disponíveis nos espaços dos bichos estão recebendo várias pedras de gelo para ficarem mais frescas. E a grande atração da temporada são os picolés de frutas e até de carne oferecidos para alguns animais, como os ursos e os tigres.

Na tarde de terça-feira (8/1), o urso pardo Zé Colmeia chamava atenção dos visitantes com um enorme picolé de frutas. Os picolés são feitos com frutas que já fazem parte da dieta normal do animal, mas são oferecidos nesse formato nos dias em que as temperaturas estão especialmente altas.

Segundo o Alerta Rio, a temperatura máxima nesta quarta-feira (9/1), e no Rio foi de 42,2 °C em Guaratiba, na zona oeste. Mas a sensação térmica bateu 45,3 °C em Santa Cruz, também na zona oeste.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade