Publicidade

Correio Braziliense

Após bomba em viaduto na madrugada, Ceará transfere mais 15 presos

De acordo com o Ministério da Justiça, foram removidos até o momento 35 detentos. Na quarta-feira (9/1), 20 haviam sido levados para Mossoró


postado em 11/01/2019 08:50

Para garantir a segurança de passageiros, ônibus circulam em Fortaleza com o apoio de militares armados(foto: Arquivo/José Cruz/Agência Brasil )
Para garantir a segurança de passageiros, ônibus circulam em Fortaleza com o apoio de militares armados (foto: Arquivo/José Cruz/Agência Brasil )

Mais 15 presos do sistema penal do Ceará foram transferidos, na madrugada desta sexta-feira (11/1), para o Presídio Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

A operação, concluída às 6h30 da manhã, contou com a participação de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e de equipes do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e do governo do estado.
 
De acordo com o Ministério da Justiça, foram removidos até o momento 35 detentos. Na quarta-feira (9/1), 20 haviam sido levados para Mossoró. De lá, eles poderão ser distribuídos para outros presídios federais localizados em outros estados.

Novos ataques

A noite dessa quinta-feira (10/1), em Fortaleza, foi de novos ataques. Uma bomba explodiu no viaduto da Rua Dr. Joaquim Bento, no trecho que passa pela Avenida Washington Soares, na região de Messejana.

Policiais militares e uma equipe do Corpo de Bombeiros estiveram no local. Eles verificaram que havia mais um artefato explosivo e isolaram o local até a chegada do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate).

Ver galeria . 9 Fotos ALEX GOMES/AFP
(foto: ALEX GOMES/AFP )


Quase ao mesmo tempo, no viaduto localizado no Conjunto Esperança, a polícia encontrou explosivos que não chegaram a ser detonados.

Na atualização divulgada nessa quinta (10/1), a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social contabiliza 287 suspeitos presos ou apreendidos em razão da onda de ataques no estado.

Os ataques, promovidos por facções criminosas, tiveram início na semana passada e deixaram em alerta todo o estado.

Prédios públicos, viadutos, estradas, ônibus e locais com veículos foram incendiados ou atingidos de alguma forma por grupos criminosos.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará disponibilizou o número 181, o Disque Denúncia do órgão, e um número de WhatsApp (98969-0182) para receber denúncias de atos criminosas ou atitudes suspeitas. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade