Publicidade

Correio Braziliense

Escolas e creches são atacadas por bandidos no Ceará

Na noite de segunda-feira (21/1), criminosos incendiaram uma creche no bairro de Jurema, no município de Caucaia, na região metropolitana de Fortaleza


postado em 22/01/2019 15:11 / atualizado em 22/01/2019 16:16

(foto: Jarbas Oliveira/Folhapress)
(foto: Jarbas Oliveira/Folhapress)

Os ataques criminosos chegam ao 21º dia no Ceará e assustam, principalmente, pais e crianças em idade escolar. Nos dois últimos dias, escolas e creches entraram no alvo dos bandidos.

Na noite de segunda-feira (21/1), criminosos incendiaram uma creche no bairro de Jurema, no município de Caucaia, na região metropolitana de Fortaleza. Ninguém ficou ferido.

Segundo o tenente Romário Fernandes, do Corpo de Bombeiros do Ceará, os criminosos destruíram o teto do almoxarifado. "Fomos acionados por volta das 23h. Na ocorrência, foi constatado apenas dano material. Agora estão atacando escolas", relatou.

A Secretaria Municipal de Educação (SME) de Caucaia confirma que houve um incêndio na creche que funciona em prédio anexo à EEIEF Maria Corina Moura Arruda. O fogo atingiu uma sala que funcionava como almoxarifado, onde eram guardados os materiais escolares, diários, e outros documentos, além de alguns mobiliários da creche.

O Corpo de Bombeiros foi chamado ao local e debelou o incêndio antes que o fogo se alastrasse para outras salas. A polícia também foi chamada e uma perícia foi realizada no local. Até o momento as suspeitas são de que o incêndio tenha sido mais uma ação das facções criminosas que estão atuando nos últimos dias no Estado.

A Prefeitura acrescenta que está em constante diálogo com as forças de seguranças e aguarda a perícia para avaliar os danos estruturais ao prédio e dar outras providências sobre o início as aulas.

Em todo o município, o período letivo de 2019 terá início no próximo dia 8 de fevereiro.

Na madrugada desta terça-feira (22/1), um artefato explosivo também foi detonado, por volta das 2h da manhã, em uma subestação da Enel, distribuidora de energia do Ceará. De acordo com o Corpo de Bombeiros, não houve danos estruturais.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que 404 suspeitos já foram capturados por envolvimento nos atos criminosos registrados no Ceará.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade