Publicidade

Correio Braziliense

Aneel envia equipe para acompanhar contenção de rejeitos de barragem

Usina localizada no Rio Paraopeba, em Minas Gerais, vai reter o material oriundo do acidente em Brumadinho. As primeiras providências já foram tomadas para conter a lama


postado em 25/01/2019 20:58

(foto: Divulgação/Usina Hidrelétrica Retiro Baixo)
(foto: Divulgação/Usina Hidrelétrica Retiro Baixo)
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou, na noite desta sexta-feira (25/1), que vai enviar uma equipe, no sábado, para acompanhar o trabalho de contenção dos rejeitos da barragem da mineradora Vale rompida hoje no Córrego do Feijão, em Brumadinho.

“A Aneel está em contato permanente com a concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE) Retiro Baixo, localizada no Rio Paraopeba (MG) e que deverá reter a lama oriunda do acidente”, informou a agência.

A Retiro Baixo Energética, Sociedade de Propósito Específico (SPE) responsável pela Usina Hidrelétrica de Retiro Baixo, informou à Aneel que já tomou as primeiras providências para conter a lama.

“Foi interrompida a operação da usina, realizados testes de vertedouro e fechadas as tomadas de água para preservar os equipamentos”, afirmou. A empresa disse ainda que está em contato com as autoridades competentes para avaliar os reflexos causados pelo deslocamento da lama e tomar novas providências.

A SPE Retiro Baixo Energético é formada por Cemig (49,9%), Furnas (49%) e Orteng (1,1%). A hidrelétrica tem potência outorgada de 82 megawatts (MW) e está localizada na região dos municípios mineiros de Pompéu e Curvelo.

Segundo o órgão regulador, a barragem de Retiro Baixo foi fiscalizada pela Aneel em 2018 e “está em condições de segurança adequadas”. O reservatório tem volume de 240 hectômetros cúbicos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade