Publicidade

Correio Braziliense

Cães e tecnologia de Israel ajudarão bombeiros na busca por sobreviventes

Comandante da corporação disse que há esperança de encontrar mais vítimas vivas


postado em 26/01/2019 16:49

(foto: AFP / Douglas Magno)
(foto: AFP / Douglas Magno)

O comandante geral do corpo de bombeiros de Minas Gerais, coronel Edgar Estevão, afirmou neste sábado (26/1) que ainda há possibilidade de resgatar pessoas vivas atingidas pelo rompimento da Barragem do Feijão, em Brumadinho.

Segundo ele, a busca vai se estender por semanas. A partir de segunda-feira, cães farejadores começar um auxiliar os bombeiros. O governo de Israel também disponibilizou equipamentos de imagens para auxiliar nas buscas eles tem extensão de até 4 metros de profundidade. "Vamos buscar até o último momento. Essas buscas vão se prolongar por semanas até dar notícia a todas as famílias", disse.

"Existe esperança de encontrarmos vítimas vivas", afirmou o coronel, contrariando a expectativa do governador Romeu Zema.  


O Coronel Borges, da Defesa Civil e chefe do gabinete Militar do governador, afirmou que esse desastre corresponde a 20% do que ocorreu em Fundão no município de Mariana em 2015. Isso em termos de abrangência por causa do volume da barragem. "Mas as perdas humanas pode superar muito", disse. Segundo o coronel, a prioridade no momento são as buscas.

O governo federal ofereceu ajuda, assim como outros estados. Por enquanto há 19 desalojados que estão assistidos pela Vale, segundo a Defesa Civil.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade