Publicidade

Correio Braziliense

Defesa Civil descarta risco de novo rompimento

Barragem 6 da Vale, que estava com perigo de rompimento, foi drenada e continua sendo monitorada


postado em 27/01/2019 15:51 / atualizado em 27/01/2019 17:12

Com risco de novo rompimento descartado, as buscas por vítimas serão retomadas
Com risco de novo rompimento descartado, as buscas por vítimas serão retomadas

 

A Defesa Civil confirmou, em entrevista coletiva na tarde deste domingo, que a situação na Barragem 6 (B6) voltou para o nível 1 de alerta. Com isso, as buscas serão retomadas e os moradores de Brumadinho, na Grande BH, podem voltar para suas casas. No meio da madrugada, foi detectado risco iminente de rompimento da outra barragem e a população acordou com sirenes para deixarem suas residências. 

 

Ver galeria . 83 Fotos Corpo de Bombeiros/Divulgação
(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação )
 

 

No segundo boletim divulgado neste domingo, o Corpo de Bombeiros informou diversas mudanças na evacuação dos moradores de Brumadinho, diante do risco de rompimento da B6. Inicialmente, a corporação planejava retirar 24 mil pessoas de suas casas, já que havia entre 3 e 4 milhões de metros cúbicos de água no compartimento. Contudo, a partir do bombeamento do líquido dentro da estrutura, somente 3 mil moradores seriam movidos. 

 

A área de evacuação foi dividida em quatro zonas. A primeira, que demandava a maior preocupação, era a do Parque da Cachoeira, onde vivem 25 famílias. Lá, todas as residências haviam sido evacuadas. A região de Pires também teve cerca de 40 pessoas levadas para um local seguro. 

 

Nas outras duas zonas de risco, a retirada não havia sido finalizada. São elas: a região central da cidade, formada pelos bairros Ipiranga, Centro, São Conrado e Santo Antônio; e o bairro Cohab. Em caso de risco, essas pessoas devem se deslocarem para o Morro do Querosene, Matriz de São Sebastião, Estação do Conhecimento ou para o Centro Comunitário. No caso do Cohab, a escola municipal atende aos ameaçados.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade