Publicidade

Correio Braziliense

Dona de pousada destruída na tragédia de Brumadinho será sepultado em BH

O corpo de Cleoseane Coelho Mascarenhas, dona da pousada Nova Estância, foi identificado nessa segunda-feira pela Polícia Civil


postado em 29/01/2019 09:47

Cleoseane estava na pousada no momento do rompimento das barragens da Mina Córrego do Feijão(foto: Reprodução/Facebook)
Cleoseane estava na pousada no momento do rompimento das barragens da Mina Córrego do Feijão (foto: Reprodução/Facebook)

Será enterrado, na tarde desta terça-feira (29/1), em Belo Horizonte, o corpo de Cleoseane Coelho Mascarenhas, dona da pousada Nova Estância, que foi destruída pela onde de rejeitos que varreu a região de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG). Ela foi identificada nessa segunda-feira pela Polícia Civil. 

Cleoseane estava na pousada junto com o marido,  professor e empresário Márcio Mascarenhas, e o filho do casal, continuam desaparecidos. A estimativa de moradores da região é de que aproximadamente 20 pessoas, entre funcionários e hóspedes, estavam no imóvel no momento em que foi atingido. 
 
A despedida por Cleoseane vai acontecer no Cemitério do Bonfim, no bairro de mesmo nome, localizado na Região Noroeste de Belo Horizonte. O sepultamento está marcado para 16h30.
 
Ver galeria . 71 Fotos EM/D.A Press
(foto: EM/D.A Press )
 

A pousada Nova Estância era uma das mais luxuosas da região, tendo recebido famosos nos últimos anos, dentre eles o cantor Caetano Veloso, que ficou no local em 2016. O ator Marcos Veras também esteve hospedado em 2018. 

Bombeiros fazem buscas no local onde se localizava o imóvel. Porém, relatam dificuldade nos trabalhos devido a grande quantidade de lama que cobriu o local. 

O número de mortes da tragédia de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, não para de subir. Balanço divulgado na noite dessa segunda-feira pelas autoridades de segurança que trabalham nas buscas por vítimas mostra que foram 65 óbitos confirmados. Outras 279 pessoas estão desaparecidas. Já foram identificadas 31 pessoas.
 
 


Publicidade