Publicidade

Correio Braziliense

Rio tem sexto policial militar morto em 2019

O cabo Carlos Alberto Sá Freire Almada, de 39 anos, morreu ao ser atingido por um tiro na cabeça, em Volta Redonda, no sul fluminense


postado em 02/02/2019 17:47 / atualizado em 02/02/2019 17:55

Os policiais fizeram cerco no local, mas foram recebidos a tiros e o cabo Almada acabou baleado(foto: Celso Barbosa/Código 19/Folhapress)
Os policiais fizeram cerco no local, mas foram recebidos a tiros e o cabo Almada acabou baleado (foto: Celso Barbosa/Código 19/Folhapress)

 

Mais um policial militar foi assassinado no Rio de Janeiro, na madrugada de hoje (2). O cabo Carlos Alberto Sá Freire Almada, de 39 anos, morreu ao ser atingido por um tiro na cabeça, em Volta Redonda, no sul fluminense. Segundo informou a Polícia Militar, na noite de ontem, agentes do 28º Batalhão de Polícia Miltiar (Volta Redonda) seguiram para o bairro Retiro, onde homens estariam armados e fazendo tráfico de drogas.

 

Os policiais fizeram cerco no local, mas foram recebidos a tiros e o cabo acabou baleado. Ele chegou a ser levado para o hospital São João Batista e recebeu atendimento médico, mas não resistiu. Almada é o sexto policial militar morto no Rio de Janeiro este ano e estava há 10 anos na corporação. Ele deixa esposa e uma filha.

 

O sepultamento será hoje, às 17h, no município de Valença. O Disque-Denúncia divulgou cartaz oferecendo recompensa de R$ 5 mil para quem der informações que levem aos responsáveis pelo crime. As denúncias podem ser feitas pelo telefone (21) 2253-1177, pelo WhatsApp (21) 98849-6099 ou pelo aplicativo Disque-Denúncia RJ. O anonimato é garantido.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade