Publicidade

Correio Braziliense

IML identifica mais 17 corpos e número de desaparecidos cai para 165

De acordo com o boletim divulgado pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec/MG), nenhum corpo foi encontrado nesta sexta-feira e número de mortos continua em 157


postado em 08/02/2019 18:57

(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
 
Em novo boletim divulgado na noite desta sexta-feira (8/2), a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec/MG) informou que a Polícia Civil, por meio do Instituto Médico Legal (IML), identificou mais 17 corpos da tragédia de Brumadinho, na Grande BH. Com isso, o número de óbitos já identificados saltou para 151, enquanto os desaparecidos caíram para 165. Dos ainda não encontrados, 42 são funcionários da Vale e 123 são terceirizados e/ou moradores da região.

Ainda de acordo com o levantamento da Defesa Civil, o número de mortos continua o mesmo dessa quinta: 157. Com isso, o Corpo de Bombeiros não conseguiu retirar nenhum corpo da lama nesta sexta, 15º dia de buscas na região. Duas pessoas permanecem hospitalizadas, enquanto 138 permanecem desabrigadas.

Segundo o tenente Pedro Aihara, porta-voz da corporação, a estagnação aconteceu pelas dificuldades apresentadas durante as buscas. "A operação demanda acesso a extratos mais profundos da terra. É necessário todo esse trabalho de estabilização, de escoramento do maquinário. E continuamos com a questão do cruzamento de dados para que a gente consiga fazer as buscas em áreas cada vez mais precisas”, ressaltou. 
 
De acordo com ele, os trabalhos desta sexta se espalharam por 45 pontos. Contudo, houve três pontos de concentração, todos na área administrativa da Vale: o vestiário, o estacionamento e da Instalação de Tratamento de Minério (ITM).

As operações contaram, nesta sexta, com 12 aeronaves, 28 máquinas e 17 cães. O efetivo foi composto por 369 socorristas, sendo 143 militares de Minas, 118 de outros estados, 64 da Força Nacional e 29 voluntários.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade