Publicidade

Correio Braziliense

Sobe para sete o número de mortos em consequência do temporal no Rio

Áureo Ribeiro, de 64 anos, foi de um deslizamento de terra sobre a casa da família e foi a oitava morte em consequência do temporal


postado em 09/02/2019 14:18 / atualizado em 09/02/2019 14:17

(foto: AFP/Mauro Pimentel)
(foto: AFP/Mauro Pimentel)
Morreu, na noite dessa sexta-feira (8/2), no Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, Áureo Ribeiro da Paz, 64 anos, vítima de um deslizamento de terra sobre a casa da família, em Barra de Guaratiba, zona oeste do Rio, em consequência do temporal da última quarta-feira no Rio de Janeiro. Com a morte de Áureo, subiu para sete o número de óbitos em consequência do temporal.

A mulher e um dos filhos de Áureo morreram soterrados na casa da família. Isabel Martins da Paz, e o filho Mauro Martins da Paz foram enterrados na quinta-feira, no Cemitério Jardim da Saudade, em Paciência, zona oeste do Rio.

O outro filho do casal, Arthur Martins da Paz, permanece internado no mesmo hospital onde estava o pai. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o quadro de saúde dele é considerado estável.

Na Restinga da Marambaia, que fica perto de Barra de Guaratiba, a ventania no dia da chuva chegou a atingir 116 quilômetros por hora (km/h). De acordo com meteorologistas, a partir de 118 km/h já é possível considerar que se trata de um tornado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade