Publicidade

Correio Braziliense

Mãe é presa suspeita de matar filha de 1 ano a marretadas em Goiânia

Mulher teria assassinado a criança e depois ateado fogo no corpo


postado em 21/02/2019 19:21 / atualizado em 21/02/2019 19:21

(foto: Reprodução/Mais Goiás)
(foto: Reprodução/Mais Goiás)
 
Um crime bárbaro foi registrado na manhã desta quinta-feira (21/2) em Goiânia, cidade situada a 203km de Brasília. Uma mulher é suspeita de matar a própria filha, de 1 ano e 8 meses, com golpes de marreta. Não satisfeita, a mulher teria ateado fogo no corpo após cometer o homicídio, que aconteceu no Setor Parque Santa Rita. Identificada como Alessandra Fiuza das Neves, a mãe da criança foi presa e encaminhada para Central de Flagrantes da cidade.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Goiás, a corporação foi acionada por volta de 9h. A princípio, os vizinhos chamaram os socorristas para atender uma ocorrência de incêndio, por conta de uma fumaça que estava saindo da casa. Ao chegar ao local, porém, a equipe encontrou o corpo da criança já carbonizado. A mulher e outra criança, de 12 anos, foram resgatados sem ferimentos.
 
O corpo da uma menina foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Goiânia para realização de exames que poderão ajudar nas investigações.

De acordo com a delegada titular da Central de Flagrantes, Caroline Paim, a Polícia Militar e a Delegacia de Homicídios compareceram ao local e detiveram a mulher em flagrante. "Ela nega ter cometido o crime e disse que estava muito confusa", contou, ao Correio, Caroline. A suspeita será autuada por homicídio e aguardará julgamento presa. 
 
* Estagiário sob supervisão de Anderson Costolli

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade