Publicidade

Correio Braziliense

Dodge diz que população aguarda dados de barragens um mês após Brumadinho

Dodge e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, assinaram no final de janeiro uma portaria conjunta para a criação de um observatório que pretende garantir uma resposta mais rápida da Justiça para os atingidos pelas tragédias de Mariana e Brumadinho


postado em 25/02/2019 16:57 / atualizado em 25/02/2019 16:57

(foto: Antonio Augusto/PGR)
(foto: Antonio Augusto/PGR)

Ao lembrar que o desastre em Brumadinho (MG) completa um mês nesta segunda-feira (25/2), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, destacou que a população ainda aguarda das autoridades a confirmação sobre o risco de rompimento de novas barragens, assim como "clamam" pela recuperação dos desaparecidos após a tragédia envolvendo a barragem da Vale.

"No dia em que o desastre de Brumadinho completa um mês, muitos temem por suas vidas, aguardam das autoridades a confirmação sobre o risco de rompimento de novas barragens e clamam por recuperação dos desaparecidos, recomposição dos danos e reparação das vítimas", disse a chefe da PGR na abertura do Seminário Políticas Judiciárias e Segurança Pública, organizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A tragédia de Brumadinho completa um mês nesta segunda com saldo de 177 mortos já identificados e 133 desaparecidos (contabilizados até sábado). Dodge e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, assinaram no final de janeiro uma portaria conjunta para a criação de um observatório que pretende garantir uma resposta mais rápida da Justiça para os atingidos pelas tragédias de Mariana e Brumadinho, além dos familiares das vítimas do incêndio na Boate Kiss e de outras questões "ambientais, econômicas e sociais de alta complexidade".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade