Publicidade

Correio Braziliense

'Estudei nesta escola minha vida toda', diz PM que matou ladrão em Suzano

A PM e deputada federal Kátia Sastre usou as redes sociais para lamentar a tragédia na Escola Estadual Raul Brasil, onde dois atiradores fizeram ao menos 8 vítimas


postado em 13/03/2019 13:30 / atualizado em 13/03/2019 13:37

Cabo da PM, Kátia da Silva Sastre, de 42 anos, reage a uma tentativa de assalto (foto: Reprodução/Câmera de Segurança)
Cabo da PM, Kátia da Silva Sastre, de 42 anos, reage a uma tentativa de assalto (foto: Reprodução/Câmera de Segurança)
A policial militar e deputada federal Kátia Sastre (PR/SP), que ficou conhecida nacionalmente por reagir a um assalto e matar um ladrão na porta de uma escola em Suzano (SP), afirmou que estudou na Escola Estadual Raul Brasil, da mesma cidade, onde um adolescente e um adulto mataram ao menos oito pessoas nesta quarta-feira (13/3).

Kátia usou as redes sociais para lamentar a tragédia. "Crianças foram vítimas de tiro na Escola Raul Brasil, no Jardim Imperador, em Suzano! Estudei nesta escola minha vida toda! Isso é inadmissível! Homens armados entraram com máscaras de caveira dentro da escola e mataram de forma covarde pessoas inocentes! Até crianças, meu Deus!”, escreveu a deputada.

A parlamentar também relembrou o episódio que ocorreu com ela no passado. “Há um ano, eu vivi essa cena que somente não terminou assim pela proteção de Deus e o meu preparo profissional dado pela Polícia Militar. Que tragédia! Que Deus cuide dessas famílias e dessas crianças!", prosseguiu.

Por fim, Kátia falou sobre como pretende trabalhar para punir esse tipo de criminosos. "Que o governo adote medidas imediatas para proteger nossas crianças. Eu, aqui no Congresso, vou agravar a pena para esses criminosos!", concluiu.


Morte de ladrão

A policial de São Paulo ficou famosa por matar um ladrão, quando estava de folga, na Grande São Paulo, em maio de 2018. Ela baleou ele no momento em que ele tentava fazer um arrastão em um grupo de pais, na entrada de uma escola particular no Jardim dos Ipês. 

Após ser elogiada com divulgação do vídeo da ação, Kátia conseguiu se eleger deputada federal. Kátia da Silva Sastre, 42 anos, foi a sétima mais votada no estado de São Paulo. Ela recebeu 264.013 votos. 
 
Ver galeria . 11 Fotos Nelson Almeida/AFP
(foto: Nelson Almeida/AFP )
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade