Publicidade

Correio Braziliense

Atiradores do massacre de Suzano são sepultados em cerimônia rápida

Luiz Henrique de Castro e Guilherme Taucci não tiveram os corpos velados


postado em 14/03/2019 17:50 / atualizado em 14/03/2019 17:52

(foto: Arquivo Pessoal)
(foto: Arquivo Pessoal)

 
Luiz Henrique de Castro, 25, e Guilherme Taucci Monteiro, 17, autores do massacre na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP) foram sepultados nesta quinta-feira (14/3). Os dois rapazes cometeram suicídio logo após matar cinco estudantes e duas funcionárias da escola. Outros onze alunos ficaram feridos. 

O corpo dos dois atiradores foi velado. Luiz Henrique foi sepultado por volta das 12h30 no cemitério municipal São Sebastião, após uma breve cerimônia na capela, que durou menos de 10 minutos. Aproximadamente 20 pessoas acompanharam a solenidade.

Américo Castro, tio de Luiz, pediu pediu perdão aos pais das vítimas do massacre. Segundo ele, o sobrinho era um rapaz tranquilo e a família está chocada com o ocorrido. "Quero pedir perdão público para os pais daquelas crianças. Em nome da família Castro, eu peço perdão. Nós também somos vítimas", desabafou. De acordo com o Américo, os pais de Luiz estavam muito abalados e sem condições de falar. A mãe dele não compareceu ao enterro. 
 
O corpo de Guilherme foi enterrado no Cemitério São João Batista, em Suzano (SP), com a presença da mãe dele e de mais sete pessoas, todas da família. O forte esquema de segurança, que contou com a presença das polícias Militar, Civil e da Guarda Municipal de Suzano, manteve a imprensa fora do cemitério, para resguardar a privacidade da família. O enterro de ambos foi feito pela prefeitura de Suzano.
 
* Estagiária sob supervisão de Anderson Costolli

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade