Publicidade

Correio Braziliense

UFRGS aciona Polícia Federal após ameaça de ataque 'semelhante' a Suzano

Atentado seria realizado no câmpus do Vale, em Porto Alegre. Além da PF, Abin e Polícia Civil também foram notificadas


postado em 20/03/2019 16:29 / atualizado em 20/03/2019 17:45

(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)
 
A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) acionou a Polícia Federal nesta quarta-feira (20/3) para apurar ameaças de ataques no câmpus do Vale, localizado na capital gaúcha, Porto Alegre. O atentado, segundo a instituição, seria "semelhante ao ocorrido em Suzano", onde 10 pessoas — incluindo os autores — morreram.

A informação foi confirmada pela própria universidade. Em nota, a instituição afirma que, além da PF, notificou também a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), a Polícia Civil do Rio Grande do Sul, o setor de inteligência da Brigada Militar e reforçou sua segurança interna. "A UFRGS tomou essas medidas a fim de proporcionar a manutenção de todas as atividades no local com segurança e tranquilidade", diz a nota.
 
Procurada pela reportagem, a Superintendência Regional da PF no Rio Grande do Sul confirma ter sido acionada e afirma estar apurando o caso.  
 
O Diretório Central dos Estudantes da UFRGS se manifestou sobre as ameças e disse que os alvos do ataque seriam negros e mulheres. "Mesmo que seja apenas uma postagem, sem nenhuma conexão com a realidade, exigimos a investigação e que sejam responsabilizados os responsáveis", pede o DCE.
 
 

Ataque

O tiroteio em Suzano, no interior de São Paulo, aconteceu no último dia 13 e deixou 10 mortos, incluindo estudantes e os dois responsáveis pelo ataque, identificados como os ex-alunos Guilherme Monteiro, 17 anos, e Luís Henrique de Castro, 25.
 
O colégio alvo do ataque foi a Escola Estadual Raul Brasil, que leciona para crianças e adolescentes dos ensinos fundamental e médio. Antes de chegarem ao local, os dois atiradores primeiro atacaram um dono de locadora de carros próximo à escola. O empresário, que é tio de um deles, foi levado ao hospital e submetido à cirurgia, mas não resistiu, sendo a primeira vítima. 

Confira a nota da UFRGS na íntegra: 

"A Universidade Federal Rio Grande do Sul, assim como algumas outras universidades brasileiras, recebeu informações de ameaça de atentado no Campus do Vale,  semelhante ao ocorrido em Suzano, SP. Diante disso, a Universidade acionou, preventivamente, o setor de segurança da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), polícias Federal e Civil e o setor de inteligência da Brigada Militar e, ainda, reforçou sua segurança interna. A UFRGS tomou essas medidas a fim de proporcionar a manutenção de todas atividades no local com segurança e tranquilidade."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade