Publicidade

Correio Braziliense

Prédios desabam em comunidade do Rio de Janeiro, deixando mortos

Além deles, há cinco feridos, sendo três de uma mesma família. Ainda não se sabe se havia pessoas nos edifícios, mas vizinhos afirmam que há pessoas sob os escombros


postado em 12/04/2019 07:59 / atualizado em 12/04/2019 13:55

Dois prédios desabam na Muzema, comunidade na Zona Oeste do Rio (foto: Divulgação Centro de Operações da Prefeitura do Rio )
Dois prédios desabam na Muzema, comunidade na Zona Oeste do Rio (foto: Divulgação Centro de Operações da Prefeitura do Rio )


Pelo menos duas pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas após o desabamento, nesta sexta-feira (12/4), de dois edifícios residenciais na comunidade da Muzema, na zona oeste do Rio de Janeiro. Segundo a Prefeitura do Rio, as construções eram irregulares e tiveram as obras interditadas em novembro de 2018. Há a suspeita de que os edifícios tenham sido construídos e vendidos por milícias que atuam na cidade, mas esta informação não foi confirmada.

O Corpo de Bombeiros confirmou a morte de duas pessoas, o resgate de três feridos e trabalha nos escombros com uma lista de 17 nomes de pessoas que estariam desaparecidas. Duas pessoas vivas estão sob os escombros. Eles isolaram a área da tragédia porque outros prédios do entorno estariam em risco iminente de desmoronamento.
 
Três feridos são de uma mesma família. Os bombeiros informaram que um desses sobreviventes, uma mulher, foi encaminhada para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. A Secretaria de Saúde disse, em nota, que ela passa por cirurgia.

Uma vizinha que mora na casa em frente aos dois prédios contou que uma moradora do primeiro andar de uma das construções chegou a gritar para tentar alertar os vizinhos do desmoronamento iminente.

Resgate

Os bombeiros chegaram ao local às 7h20 e iniciaram os trabalhos de resgate. A corporação informou que foi acionada por volta das 6h40 para uma ocorrência de desabamento na Estrada de Jacarepaguá, no bairro de Itanhangá. 
 
Ver galeria . 11 Fotos Carl de Souza/AFP
(foto: Carl de Souza/AFP )
 

A prefeitura do Rio, que espera divulgar nas próximas horas um balanço inicial sobre vítimas e danos materiais, comunicou que cerca de 60 edifícios da região foram construídos de maneira "irregular" em zonas de "alto risco de desmoronamento".

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, estar no local e afirmou que o desabamento foi um drama tremendo. "Fica uma lição: quando a prefeitura notificar, der os autos de interdição, não continuem as obras porque há risco de vida”, disse Crivella.

Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, a Estrada de Jacarepaguá está interditada no momento. A comunidade da Muzema foi uma das áreas atingidas pelo temporal que caiu no Rio no início desta semana. Na segunda-feira (8/4), a chuva que caiu na cidade provocou a morte de dez pessoas (com agências).
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade