Publicidade

Correio Braziliense

Defesa de Lula afirma que vai recorrer: "O foco continua sendo a absolvição

Superior Tribunal de Justiça decidiu por quatro votos a zero reduzir a pena do ex-presidente para 8 anos e 10 meses de reclusão


postado em 23/04/2019 19:47 / atualizado em 23/04/2019 19:47

Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República(foto: NELSON ALMEIDA/AFP)
Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República (foto: NELSON ALMEIDA/AFP)
Após o julgamento da Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que diminuiu a pena do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do "triplex de Guarujá", nesta terça-feira (23/4), a defesa de Lula afirmou que vai recorrer a decisão e que o foco continua sendo a absolvição.

 

 


A pena definida por unanimidade dos ministros foi reduzida para oito anos, 10 meses e 20 dias. A quinta turma também reduziu o valor do dano para R$ 2.424.991,00.

"Respeitamos o posicionamento exposto hoje pelos ministro do STJ mas expressamos a inconformidade da defesa em relação ao resultado ja que entendemos que a absolvição é o único resultado possível, por isso vamos recorrer", afirmou Cristiano Zanin Martins, advogado e membro da equipe de defesa do ex-presidente.

No entanto, a defesa de Lula aguarda a publicação do acórdão para definir qual recurso será interposto e não indicou se o recurso caberá ao STF ou ao STJ. Para Cristiano, este foi apenas um passo no reconhecimento de abusos praticados na pena de Lula. 

"Pela primeira vez um tribunal reconheceu que a pena aplicada ao ex presidente Lula, tanto pelo juiz Sérgio Moro, como pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região , são abusivas. É pouco, mas é o início", analisou. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade