Publicidade

Correio Braziliense

Travesti é assassinada com 15 facadas em Belo Horizonte

Perícia apontou 15 perfurações espalhadas pelo corpo da vítima. Caso vai ser investigado pela Polícia Civil


postado em 13/05/2019 13:55 / atualizado em 13/05/2019 13:58

(foto: Amaro Junior/CB/D.A Press)
(foto: Amaro Junior/CB/D.A Press)
 Uma travesti foi encontrada morta, assassinada com pelo menos 15 facadas, na noite deste domingo (12/5) no Bairro Santa Branca, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte. O corpo estava em um beco próximo ao Viaduto Montese, entre a Avenida Pedro I e a Rua Sapucaí-mirim. 

 

 

 

Travestis que trabalham próximo ao local onde o corpo foi encontrado disseram se tratar de Romário Silveira Pacheco Campos, de 25 anos. O motivo da morte seria o fato de a travesti não estar pagando o ponto corretamente, o que gerou ameaças por parte de uma pessoa responsável por gerenciar o local.

 

Investigadores de plantão do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estiveram no endereço para fazer os primeiros levantamentos. A perícia constatou que o corpo já apresentava rigidez cadavérica e provavelmente houve luta corporal antes da morte. Foram pelo menos 15 facadas, distribuídas pelas costas, cabeça, ombro e pescoço. 

 

Como nenhum documento foi localizado com a vítima, a identificação foi indicada pelas travestis que trabalham no local. Foi necessária a presença do Corpo de Bombeiros para retirar o corpo da travesti do beco onde foi encontrado. A Polícia Civil vai investigar o caso. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade