Publicidade

Correio Braziliense

PMs encontram 1 tonelada de maconha em fundo falso de caminhão e comemoram

Droga estava escondida em compartimento secreto de veículo pesado parado em posto de gasolina da BR-153, em Frutal, no Triângulo Mineiro


postado em 16/05/2019 15:06 / atualizado em 16/05/2019 15:07

(foto: Polícia Militar Rodoviária/Divulgação)
(foto: Polícia Militar Rodoviária/Divulgação)
 Policiais militares rodoviários de Frutal, no Triângulo Mineiro, apreenderam mais de uma tonelada de maconha escondida no fundo falso de um caminhão boiadeiro nesta quarta-feira (16/5). A apreensão ocorreu em um posto de gasolina da BR-153 depois de uma ocorrência complexa, que começou na LMG-732, no município de Frutal.

 

Os militares faziam uma operação para cumprimento da Lei Seca quando abordaram um veículo que chamou a atenção da equipe, com placa do Mato Grosso do Sul. O motorista revelou que atuava como batedor de uma carga de cigarros. 

 

Depois de algumas diligências em busca de possíveis materiais ilícitos, eles encontraram uma carreta bitrem estacionada em um posto de combustíveis da BR-153 carregada com cigarros. Ao lado dela, um caminhão boiadeiro levantou suspeitas dos policiais pela placa ser do Mato Grosso e o assoalho da carroceria estar muito alto. Não havia motorista nesse veículo e os policiais rodoviários do pelotão de Frutal da 5ª Companhia Independente de Meio Ambiente e Trânsito, fizeram uma busca.

 

Quando eles verificaram entre as tábuas da carroceria, descobriram um fundo falso onde estava a droga. O material estava acondicionado em 1.666 tabletes, pesando 1.180 quilos de maconha, o que gerou comemoração da equipe pelo resultado do trabalho.

 

Também foram apreendidas as 960 caixas de cigarro que estavam na carreta, porque eram de origem paraguaia, sem autorização para comércio no Brasil. O motorista do carro batedor e da carreta de cigarros foram detidos e encaminhados para a delegacia.

 

Assista ao vídeo 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade