Publicidade

Correio Braziliense

Parte de túnel desaba na Zona Sul, e Rio de Janeiro tem dia de caos

O teto do túnel atingiu um ônibus, mas ninguém se feriu. Engarrafamento ultrapassou os 100km


postado em 17/05/2019 13:15 / atualizado em 17/05/2019 13:32

(foto: Reprodução/Twitter)
(foto: Reprodução/Twitter)
Parte do teto do Túnel Acústico Rafael Mascarenhas, na Zona Sul do Rio de Janeiro, despencou, no começo da tarde desta sexta-feira (17/5), atingindo a frente de um ônibus. Além do motorista, havia dois passageiros no veículo. Ninguém se feriu. 

A queda da estrutura, que liga a Gávea a São Conrado, em pleno horário de almoço, provocou caos no trânsito, gerando um engarrafamento de mais de 100km. A chuva, que cai na cidade há cerca de três dias, tornou o dia do carioca ainda mais caótico. O trânsito na Avenida Niemeyer ficou completamente paralisado.

O Centro de Operações da cidade entrou em estado de crise às 12h35, devido à dificuldade de mobilidade que se instalou na cidade. As autoridades passaram a buscar rotas alternativas para orientar os motoristas e tentar desafogar o trânsito. Além desse incidente, um acidente com morte no Túnel Rebouças piorou a situação.



O Túnel Rafael Mascarenhas, onde houve o desabamento, ganhou esse nome em homenagem ao filho da atriz Cissa Guimarães, que morreu no local após ser atropelado enquanto andava de skate, em 2010. Na hora do atropelamento, o túnel estava fechado para o trânsito de carros. 

Chuvas

A chuva castiga o Rio de Janeiro há três dias. Na quinta-feira, um deslizamento de terra provocou a interdição da Avenida Niemeyer, importante ligação entre as zonas Sul e Oeste da cidade. O trecho é o mesmo que havia sido atingido pelo forte temporal em abril deste ano. Uma casa foi atingida, mas não houve vítimas. A avenida e a ciclovia estão interditadas em ambos os sentidos sem previsão de reabertura e os motoristas desviaram pela Autoestrada Lagoa-Barra.

O sistema Alerta Rio atentou para chuva moderada ao longo de todo o dia, e a Marinha emitiu alerta para as ressacas que podem atingir a orla chegando até a 2,5m nesta sexta-feira. A previsão dos ventos são de moderados e fortes, e a temperaturas permanecerão amenas, com máxima prevista de 27°C.

* Estagiária sob supervisão de Humberto Rezende

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade