Publicidade

Correio Braziliense

'Dizer que não existe violência é piada', diz Damares sobre população LGBT

Ministra dos Direitos Humanos afirmou que a decisão do pleno do STF, sobre a criminalização da homofobia, tem que ser respeitada


postado em 24/05/2019 10:55 / atualizado em 24/05/2019 11:01

(foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
(foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
A ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou, nesta sexta-feira (24), que é necessário que o país enfrente a violência contra a comunidade LGBT. Questionada pelo Correio, ela comentou a formação de maioria no plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) pela criminalização da homofobia

Damares afirmou que é necessário aguardar o voto de todos os ministros, já que até agora, seis votaram. O julgamento será retomado no próximo dia 5. "Dizer que não existe violência é piada. É só ir na rua e ver. Eu gostaria que tivéssemos um país em que o preconceito não é um problema. Mas essa não é nossa realidade", disse.

A ministra afirmou que é necessário criar outras políticas públicas, mas respeitar a decisão do Supremo. "O que for decidido pelo pleno tem que ser respeitado. A homofobia tem que ser combatida, seja por meio de lei ou de outras políticas. E digo mais. É uma prioridade desta governo, principalmente a mulher travesti", completou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade