Publicidade

Correio Braziliense

Suspeito de mais de 20 assassinatos no Litoral Sul de Pernambuco é preso

Tiago Mateus, de 19 anos, é apontado como líder de uma facção criminosa que provavelmente teria ligação com o PCC


postado em 18/07/2019 12:23

Tiago era um dos criminosos mais procurados do estado(foto: Polícia Civil/Divulgação)
Tiago era um dos criminosos mais procurados do estado (foto: Polícia Civil/Divulgação)
Um homem identificado por Tiago Mateus de Lima, 19 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Civil na madrugada desta quinta-feira (18/7). Tiago seria líder da facção criminosa Trem-Bala, que provavelmente têm uma ramificação com o Primeiro Comando da Capital (PCC) em Pernambuco. Ele doi preso por tráfico de drogas e porte ilegal de arema de fogo. Junto ao rapaz, também foi apreendido por analogia ao crime de porte ilegal de arma uma adolescente de 14 anos. 
 
Tiago seria um dos criminosos mais procurados do estado e teria participado de mais de 20 assassinatos no Litoral Sul de Pernambuco. Ele foi preso dentro de um carro de aplicativo, enquanto se deslocava, no bairro da Imbiribeira, Zona Sul do Recife. 

À polícia, ele assumiu a autoria de pelo menos 15 homicídios. Tiago estava foragido desde há cerca de três anos, desde 2016, quando foi resgatado por comparsas ao se deslocar de uma audiência em Ipojuca para a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase).
 
Em outubro de 2018, parte da quadrilha chefiada por ele foi presa durante a Operação Mar Negro, deflagrada pela Polícia Civil.  Na época, foram cumpridos nove mandados de prisão e quatro mandados de busca e apreensão domiciliar. Tiago foi enecaminhado à audiência de custódia. Já a adolescente será apresenta ao Ministério Público.
 
A facção Trem-Bala foi a responsável por torturar até a morte uma adolescente de 14 anos, em 2018. A menina foi sequestrada em Nossa Senhra do Ó, com outras quatro adolescentes, em junho do ano passado. Ela seria responsável por pequenos furtos na região de Ipojuca. Junto às armigas, ela foi torturada durante horas por adolescentes entre 16 e 17 anos. A menina teve o cabelo e as sobrancelhas arrancadas e apanhou com um pedaço de madeira na cabeça. Nesse crime, Tiago, que é conhecido como Tobias, teria sido o responsável por definir quem era liberada e quem seria torturada dentre as adolescentes. 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade