Publicidade

Correio Braziliense

Motorista atropela manifestantes do MST e foge sem prestar ajuda

Um homem de 72 anos foi levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas acabou não resistindo


postado em 18/07/2019 14:39 / atualizado em 18/07/2019 14:39

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Um motorista avançou com uma caminhonete contra manifestantes do Movimento Sem Terra (MST) no acampamento Marielle Vive em Valinhos (SP) na manhã desta quinta-feira (18/7). Três pessoas foram atropeladas, entre elas, um homem de 72 anos, que morreu. Segundo a organização do acampamento, o idoso chegou a ser levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos.

A ocorrência foi registrada às 8h07 pela Polícia Militar, que informou que os integrantes do MST ocuparam os dois sentidos na altura do km 7 da Alameda dos Jequitibás para protestar contra a falta de água no acampamento. Segundo o advogado da ocupação, cerca de 400 pessoas participavam do ato quando a caminhonete preta invadiu a pista atropelando manifestantes. O motorista está foragido.

Com início em abril de 2018, após a invasão da Fazenda Eldorado Empreendimentos, o acampamento Marielle Vive, batizado em homenagem à vereadora carioca Marielle Franco, assassinada em março 2018 no Rio, tem cerca de 1.000 famílias, segundo o MST.
 
* Estagiária sob a supervisão de Vinicius Nader 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade