Publicidade

Correio Braziliense

Prefeito filmado cometendo abusos no Ceará se entrega à polícia

José Hilson, prefeito da cidade de Uruburetama, realizava as violações sexuais em seus consultórios


postado em 19/07/2019 15:56 / atualizado em 19/07/2019 16:09

José Hilson Paiva, médico e prefeito afastado, é acusado por diversas mulheres de abusos sexuais(foto: Reprodução)
José Hilson Paiva, médico e prefeito afastado, é acusado por diversas mulheres de abusos sexuais (foto: Reprodução)
 
 
O prefeito da cidade de Uruburetama José Hilson Paiva, que também é medico, se entregou à polícia na tarde desta sexta-feira (19/7). Ele foi filmado abusando de diversas pacientes no hospital da cidade e em locais nos quais trabalhou. As investigações indicam que ele cometia os estupros há décadas.

Ele recebeu voz de prisão ao se apresentar com o advogado na Delegacia Geral da Polícia Civil, em Fortaleza. Ele teve prisão preventiva decretada pelo  juiz José Cléber Moura do Nascimento. O magistrado entendeu que em liberdade o prefeito poderia destruir provas e atrapalhar as diligências. 

Os vídeos nos quais a polícia teve acesso foram filmados pelo próprio acusado. Em pelo menos 63 casos ele toca partes intimas das mulheres e pratica conjunção carnal. No começo da semana ele foi proibido de exercer a profissão por uma decisão liminar (provisória) do Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará (Cremec).

Ele foi afastado por 90 dias do cargo de prefeito pela Câmara de Vereadores do município. Além disso, foi expulso do PCdoB, sigla no qual era filiado e ganhou as eleições. Alguns vereadores que o apoiam chegaram a ameaçar vítimas, para que elas retirassem a ocorrência que fizeram na Polícia Civil.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade