Publicidade

Correio Braziliense

Veja o passo a passo do roubo milionário de ouro no Aeroporto de Cumbica

Portando fuzis, pistolas e carabinas, o grupo entrou no armazém em dois veículos disfarçados como viaturas da Polícia Federal e abordou os agentes do terminal de cargas


postado em 26/07/2019 08:34

(foto: Arte/Estado de Minas)
(foto: Arte/Estado de Minas)
Oito homens armados invadiram ontem o armazém de exportação do terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, e roubaram 750 quilos de ouro, informou a Agência Brasil. A ação, segundo a GRU Airport, concessionária responsável pelo aeroporto, ocorreu por volta das 14h30. A carga está avaliada em US$ 30 milhões, cerca R$ 113 milhões.

Portando fuzis, pistolas e carabinas, o grupo entrou no armazém em dois veículos disfarçados como viaturas da Polícia Federal e abordou os agentes do terminal de cargas. Os metais preciosos seguiriam para Zurich e Nova York. De acordo com a concessionária, não houve tiroteio ou feridos. Os criminosos fugiram e, até a noite de ontem, ninguém tinha sido preso.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que os assaltantes mantiveram o supervisor de logística como refém e que a família dele estava com os criminosos sob cárcere privado desde a noite anterior. Os reféns já foram liberados. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, os assaltantes puderam, dessa forma, ter tido acesso a informações privilegiadas das operações no terminal.

Duas viaturas clonadas foram encontradas abandonadas na zona leste da capital paulista, em um terreno vazio. De acordo com a polícia, a quadrilha tenha trocado os veículos para dificultar a localização e fugiram numa caminhonete de cor branca e numa van da mesma cor. Veículos com essas características foram vistos circulando em alta velocidade na cidade de Guararema, na região metropolitana de São Paulo.
 

PF investiga 

A Polícia Federal entrou nas investigações, que, inicialmente, estavam sendo conduzidas pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil de São Paulo. “Toda a inteligência da polícia de São Paulo atua em conjunto com a Polícia Federal e o Ministério da Justiça no encalço dos bandidos que fizeram este roubo”, disse o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que reuniu a cúpula da Secretaria da Segurança, na tarde ontem, para avaliar o caso.

As imagens de câmeras de segurança mostraram o momento em que uma das caminhonetes com identificação da Polícia Federal chegou ao local onde o produto estava sendo manuseado. Cinco pessoas, desceram do veículo. Quatro homens vestiam roupas pretas, capuzes e portavam armas. O quinto aparentava ser um funcionário do terminal.

A ação durou pouco mais de dois minutos. Os criminosos orientaram outros funcionários, usarem uma empilhadeira para colocar o material na carroceria do veículo. De acordo com as imagens, seis funcionários foram coagidos a ajudar a quadrilha.

Não é a primeira vez que um roubo espetacular ocorre em aeroportos de São Paulo. Em março do ano passado, criminosos levaram cerca de US$ 5 milhões em espécie da área de carga do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas. Até agora, o crime permanece sem solução.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade