Publicidade

Correio Braziliense

Governo lança portal único que reunirá cerca de 1600 serviços públicos

Segundo o governo, a opção de interagir digitalmente em todas as etapas de serviços solicitados, reduz a burocracia e facilita o acesso dos cidadãos aos serviços públicos prestados nos diferentes temas


postado em 22/08/2019 18:34 / atualizado em 22/08/2019 18:41

Cerimônia do Dia D da Transformação Digital(foto: Isac Nóbrega/PR)
Cerimônia do Dia D da Transformação Digital (foto: Isac Nóbrega/PR)
Durante a cerimônia do Dia D da Transformação Digital ocorrida na tarde desta quinta-feira (22/8) no Palácio do Planalto, o governo anunciou o lançamento do portal único do governo “www.gov.br”, que reunirá 1600 sites oficiais de serviços públicos até 2020. 

O Secretário de Governo Digital, Luis Felipe Monteiro, explicou que o governo federal oferece 3300 serviços a cidadãos e empresários e estima uma economia total de R$ 6 bi quando o sistema se tornar 100% digital. “A meta é tornar mais de 1000 deles digitais até dezembro de 2020 e todos digitais até o final do governo, aqueles que não exigem a presença do cidadão”.

Neste ano, 315 serviços analógicos foram transformados em digitais, dando fim a cerca de 12,5 mil atendimentos presenciais. A economia anual estimada fica em torno de R$ 936 milhões.

A cerimônia contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o governo, a opção de interagir digitalmente em todas as etapas de serviços solicitados, reduz a burocracia  e facilita o acesso dos cidadãos aos serviços públicos prestados nos diferentes temas. 

O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, afirmou que serviços como benefícios de aposentadoria, passaporte e certificado internacional de vacinas para viagens estão entre os itens já oferecidos.

“O Brasil é o 4º país em conexão com internet. São 140 milhões de pessoas utilizando a internet. Com poucos cliques, o pessoal que trabalha e que tem a necessidade de acessar a internet vai ter essa facilidade. Permite a integração entre órgãos governamentais e também coloca serviços de acordo com Lei de Acesso”, destacou.

O portal gov.br está em aplicativo para o sistema Android, com 41 aplicativos do governo migrados.

Para o presidente do INSS, Renato Vieira, o portal significa a melhoria dos serviços públicos. Ele diz que há um percentual de 80% dos requerimentos como análises de aposentadorias e salário maternidade feitos por meio eletrônico e 20% na rede física. 

“A tendência é que esse resíduo diminua ainda mais. O INSS atende 90 milhões de brasileiros. O caminho é a automação, é a transformação digital. Com o reconhecimento da hipossuficiência de acessibilidade digital, mantemos todos os canais abertos de forma a contemplar todas as limitações. Todos os requerimentos podem ser feito por telefone e internet. Tem um simulador de aposentadoria disponível no meu INSS. Todos que não precisam de presença física foram transformados”, concluiu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade