Publicidade

Correio Braziliense

Homem decapita colega de trabalho e carrega cabeça da vítima pela rua

Crime ocorreu no fim de semana na cidade mineira de Frutal. Assassino tentou tirar a própria vida após o crime, mas foi impedido e detido pela PM


postado em 02/09/2019 13:34 / atualizado em 02/09/2019 13:39

Momento em que Mateus Henrique, apontado como autor do crime, é preso(foto: Samir Alouan/Jornal Pontal/POntal Online/97FM/Divulgação )
Momento em que Mateus Henrique, apontado como autor do crime, é preso (foto: Samir Alouan/Jornal Pontal/POntal Online/97FM/Divulgação )
Um crime bárbaro aterrorizou a população de Frutal, cidade do Triângulo Mineiro, no último sábado (31/8). Após matar um homem de 45 anos, o assassino, de 23, decapitou a vítima e ainda caminhou pelas ruas do município com a cabeça nas mãos. O autor do homicídio tentou tirar a propria vida, em seguida, mas foi impedido e detido pela Polícia Militar. Um terceiro homem, de 30 anos, se feriu no episódio. Segundo informações do repórter Samir Alouan, do Jornal Pontal/Pontal Online/97FM, os três eram colegas de trabalho, funcionários do Matadouro Municipal de Frutal.

De acordo com o boletim de ocorrência, os militares foram acionados para o cruzamento das ruas Paul Harris com Chiquinho da Mata, onde encontraram Fernando Gomes Ferreira, de 45 anos, decapitado. Ele trabalhava como motorista do matadouro, e atuava na entrega de carnes na cidade. No local, os policiais receberam informações de que o autor do crime, Mateus Henrique Machado de Souza, de 23 anos, vigilante do matadouro, estaria em um local próximo, na Rua Professor Carlos Justino. O homem ferido foi identificado como Israel Nascimento Borges.

No endereço citado, eles encontraram Mateus ensanguentado, que estava com a cabeça da vítima do homicídio. Mateus tinha algumas lesões, o que motivou o acionamento do Corpo de Bombeiros. Como os militares dos bombeiros estavam em atendimento em outra cidade, o autor do assassinato foi socorrido pela PM ao Hospital Frei Gabriel. Os médicos constataram uma lesão na coluna cervical, outra nos membros superiores e mais uma no maxilar.

Israel, de 30 anos, que também ficou ferido e foi atendido no mesmo hospital, trabalha como entregador de carnes, junto com Fernando. Ele foi socorrido por populares e teve lesão abdominal. Segundo a PM, o autor do crime foi preso em flagrante, mas não pode ser apresentado à delegacia porque foi transferido para um hospital em Uberaba.

Discussão antes do crime

Tudo teria começado quando Fernando chamou Mateus e Israel para comemorar seu aniversário em uma chácara próxima. Os três teriam discutido e há informações de testemunhas de que Mateus chegou a ser agredido. Ele deixou o local e se dirigiu ao matadouro para trabalhar, mas os outros dois também foram até o matadouro. No pátio da prefeitura, que fica ao lado, nova confusão, mas dessa vez Mateus acertou Israel com uma faca bastante afiada, usada na manipulação das carnes.

Fernando também foi atingido e continuou discutindo com Mateus, momento em que teve a cabeça cortada com a mesma faca. Testemunhas disseram que Mateus saiu com a cabeça da vítima e andou por cerca de 100 metros até a casa de um outro funcionário do matadouro, onde desferiu golpes de faca contra ele mesmo, tentando se matar. A reportagem tentou contato com a Polícia Civil, mas ainda não conseguiu informações sobre as investigações preliminares do caso. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade