Publicidade

Correio Braziliense

Polícia Civil mira pedófilos na quinta fase da Operação Luz da Infância

Desde cedo policiais civis e a Polícia Federal cumprem mandados de busca e apreensão. Durante as buscas, as pessoas pegas com materiais ilegais são presas em flagrante


postado em 04/09/2019 07:29 / atualizado em 04/09/2019 14:55

Quarta fase da Operação Luz da Infância no Rio Grande do Sul(foto: Polícia Civil do RS/Divulgação)
Quarta fase da Operação Luz da Infância no Rio Grande do Sul (foto: Polícia Civil do RS/Divulgação)
Policiais cumprem na manhã desta quarta-feira, (4/9), a quinta fase da Operação Luz da Infância em 14 estados e no Distrito Federal.  A ação é coordenada pelo Ministério da Justiça com o objetivo de identificar crimes relacionados ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet.

Segundo o Ministério da Justiça, esta fase da operação está sendo cumprida também em seis países. São 105 mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes. 

No território nacional, a operação integrada envolve as Polícias Civis do Amazonas, Amapá, Alagoas, Ceará, Distrito Federal, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Piauí, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte juntamente com a Polícia Federal. 

Desde o início da Operação, em 20 de outubro de 2017, já foram expedidos 1112 mandados de busca e apreensão contra suspeitos de pedofilia. 546 pessoas foram presos. 

No Brasil, a pena para quem armazena esse tipo de conteúdo varia de 1 a 4 anos de prisão, de 3 a 6 anos de prisão por compartilhar e de 4 a 8 anos de prisão por produzir conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade