Publicidade

Correio Braziliense

Garotinha de 2 anos é internada após ataque de pit bull e rottweiler

Caso ocorreu em Pará de Minas (MG). Os dois cachorros são criados na casa onde a menina mora. O estado da vítima é grave


postado em 11/09/2019 16:30 / atualizado em 11/09/2019 17:18

Dada a gravidade dos ferimentos, a menina foi transferida para um hospital em Belo Horizonte(foto: Samu/Divulgação)
Dada a gravidade dos ferimentos, a menina foi transferida para um hospital em Belo Horizonte (foto: Samu/Divulgação)
Uma garotinha de 2 anos foi internada em estado grave após ser atacada por cães da raça pit bull e rottweiler, na terça-feira (10/9), em Pará de Minas (MG). A criança precisou ser transferida para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte e, nesta quarta-feira (11/9), continua internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

Segundo o Corpo de Bombeiros, a criança foi atacada por dois animais na casa onde mora, no Bairro Santos Dumont. Antes da chegada dos militares, a família levou a menina às pressas ao Hospital Nossa Senhora da Conceição, na mesma cidade. 

Por conta da gravidade das lesões, eles solicitaram a transferência da menina ao hospital da capital mineira ainda na terça. Ela foi transportada em um dos helicópteros do Corpo de Bombeiros. 

Porta entreaberta

De acordo com a Polícia Militar (PM), a mãe, de 23 anos, contou que deixou a criança dormindo no quarto e foi até a casa de uma vizinha. No entanto, a porta da cozinha ficou entreaberta, os cachorros pularam a cerca do canil, entraram e atacaram a menina na cama. 

Quando a mãe viu o que tinha acontecido, saiu gritando por ajuda e foi socorrida por um policial militar rodoviário que estava de folga. Assim, a menina foi levada ao hospital da cidade. 

“Os cães foram encaminhados para o centro de zoonoses da Prefeitura Municipal. O pai da criança, de 30 anos, disse aos policiais que estava trabalhando fora de casa no momento dos fatos”, informou a PM.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade